Reajuste salarial de servidores municipais e estaduais ainda não está definido

0

Ontem pela manhã, logo após a leitura de seu discurso na Assembléia Legislativa, o governador do Estado, João Alves Filho, foi questionado pela imprensa a respeito do reajuste salarial dos servidores estaduais. A resposta dada pelo administrador de Sergipe não foi a que os trabalhadores do Estado queriam ouvir. João Alves disse que não há nada certo. “Ainda não está definido, ainda não fizemos estudos”, respondeu rapidamente.

Contudo hoje pela manhã, o secretário de Comunicação do Estado, Carlos Batalha, fez questão de tranqüilizar os servidores estaduais. Segundo ele as palavras do governador não significam que não haverá aumento, e sim que ainda não se definiu o percentual do mesmo. Ele fez questão de frisar que o governo irá pagar aos seus servidores o mínimo estipulado pelo governo Federal de R$ 300,00.

Batalha afirmou ainda que o governador manifestou preocupação com relação a alguns municípios que possuem um orçamento menor, em conseguirem honrar o compromisso de pagamento do novo mínimo. Além de ter esclarecido que uma comissão já está sendo formada para estudar o reajuste que será dado ao servidores estaduais e que dentro de alguns dias o governador deve fazer o anuncio.

PREFEITURA DE ARACAJU – Os servidores da capital também podem ficar tranqüilos. Ontem, em seu discurso na abertura dos trabalhos na Câmara dos Vereadores, o prefeito Marcelo Déda, afirmou que o mínimo de R$ 300,00 está garantido para os trabalhadores do Município. Ele fez questão de ressaltar ainda que já determinou “às Secretarias responsáveis a realização de estudos visando analisar as possibilidades de reajustes, iniciando a partir de março um diálogo com os sindicatos que representam a categoria”.

O secretário de Finanças Nilson Lima reafirmou as palavras do prefeito informando que o Município deve conceder um reajuste linear como tem feito nos dois últimos anos. Contudo, Nilson Lima fez questão de lembrar que o aumento será dado respeitando a Lei de Responsabilidade Fiscal. O secretário disse ainda que a partir de maio os salários já estarão corrigidos.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais