Revólver é encontrado em escola

0

A delegada diz que arma será periciada (Fotos: Arquivo Portal Infonet)
A delegada da 1º Delegacia Metropolitana, Maria Zulnária S. de Oliveira, investiga se uma arma encontrada na noite dessa terça-feira, 1º, foi a mesma utilizada por bandidos que tiraram a vida do comerciante Manoel Messias dos Santos, no bairro Luzia, no mês passado.

De acordo com a delegada, uma denúncia anônima levou a polícia a vistoriar toda a área em torno de uma escola. Segundo informações da polícia, ao chegar à escola Estadual Alba Moreira, no bairro São José, a arma foi encontrada enrolada em um saco plástico.

Maria Zulnária destacou que a princípio os familiares da vítima que também sofreram com a ação dos bandidos farão o reconhecimento do revólver. “Somente após o reconhecimento das vítimas, a arma será encaminhada para a perícia para saber se foi à utilizada no crime”, explica a delegada, que ouvirá os vigilantes que estavam na escola durante a operação policial.

Henrique Santana foi preso acusado pelo crime
Seed

De acordo com a assessoria de comunicação da Secretaria Estadual da Educação (Seed) a operação policial aconteceu por volta das 23h30 e o fato foi relatado pelo vigilante que estava no local. A secretaria informou ainda que até a semana passada os alunos estavam tendo aula na escola e que por ser um prédio alugado, será desativado.

Crime

Manoel Messias dos Santos foi assassinado no dia 9 do mês passado. O crime ocorreu quando o comerciante retornava para casa na companhia da família. A vítima, juntamente com a família, foi agredida pelos bandidos que ameaçaram os filhos do casal. De acordo com a polícia, o autor do disparo que vitimou o comerciante foi Henrique Santana Nascimento, de 18 anos. Um adolescente, de 17 anos, que teria participado do assalto também foi preso. Durante a operação da polícia, a mãe do adolescente, Rita de Cássia, também foi presa por ajudar na fuga no filho e por receptação de objetos roubados.

Por Kátia Susanna 

Comentários