Sergipanos enfrentam correria nas rodoviárias da capital

0
(fotos: Igor Matheus/ Portal Infonet)

A Semana Santa chegou, e o movimento nas rodoviárias, como de costume, se intensificou. Tanto no Terminal Rodoviário Luis Garcia, a “Rodoviária Velha”, quando no Terminal Rodoviário José Rollemberg Leite, a “Rodoviária Nova”, milhares de sergipanos fazem fila para garantir suas viagens no feriado prolongado.

Entre eles está a dona de casa Eliziane Jesus. Com passagem para Japaratuba, onde visitará a família, ela conta que faz o percurso todos os anos e diz que vê a lotação da Rodoviária Velha ainda maior em 2015. “Está uma bagunça. Ninguem consegue passar informação nenhuma. E cada ano que passa tem ainda mais gente”, diz.

A doméstica Rejane Soares é outra a integrar a correria na rodoviária do Centro, e também vê o grande número de pessoas com preocupação. “Estou indo pra Riachão do Dantas, para onde vou todo ano, mas hoje está difícil”, conta.

Eliziane Jesus: movimento intenso na Rodoviária Velha

O transporte interestadual também foi intenso. Na Rodoviária Nova, o aposentado Carlos Augusto, que vai toda Semana santa Para Rio Real, na Bahia, diz que vê o fluxo de passageiros aumentar ano a ano. “Fico preocupado com o trânsito e com o conforto. Não é muito bom de viajar com pessoas em pé, por exemplo”.

Carlos, que tem carro, conta ainda que é um dos que optam por ônibus por razões de economia. “Com a gasolina cara desse jeito, prefiro andar de ônibus. Só quando viajo com a família que sou obrigado a andar de carro”, detalha. O alto número de pessoas no período também obriga algumas pessoas a se antecipar. A caminho de Entre Rios, na Bahia, a estudante Elaine Santos não quis arriscar se atrasar. “Comprei a passagem com uma semana de antecedência”, diz.

Por Igor Matheus

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais