Sergipe está entre os dez Estados mais pobres do país

0

O Estado de Sergipe é o nono no ranking dos Estados mais pobres do Brasil, segundo dados da Fundação Getúlio Vargas. No país, 54 milhões de pessoas estão abaixo da linha da pobreza. Em Sergipe, 50,14 % da população vive com até um salário mínimo por mês. Esses dados têm preocupado o deputado estadual do PL, pastor Mardoqueu Bodano. “É lamentável ver que metade dos sergipanos vive em condições tão precárias e, o pior, é que uma boa parte dessa parcela pobre da população passa o mês em média com R$ 70”, afirmou o deputado que pretende discutir com o presidente do Partido Liberal, o pastor Heleno Silva, propostas para acabar com o problema que aflige todo o país – o desemprego. As políticas já existentes, que de forma emergencial ajudam muitas famílias a amenizar a fome – como a distribuição de cestas básicas – são medidas necessárias, mas não resolvem o problema de milhões de pessoas. “É preciso gerar o emprego para dar dignidade ao cidadão e à sua família. Não basta dar o alimento, o mais importante é dar condições para o chefe de família sustentar a sua casa”, enfatiza pastor Mardoqueu, acostumado pelo exercício da religião a socorrer famílias pobres e, por isso, é tão conhecedor da aflição de quem não tem o que comer. O corte de oito bilhões no Orçamento Geral da União, anunciado pelo Governo Federal, é motivo de preocupação para o deputado liberal. “O corte significa que todos os Estados receberão menos recursos, o que vai se refletir na saúde, na educação e todas as ações importantes ao bem estar do povo. Os governadores, inclusive João Alves Filho, enfrentarão dificuldades com a redução das verbas federais”, salientou Mardoqueu Bodano, que tem um compromisso de legislar em favor das camadas mais pobres da população sergipana. O deputado começa a legislatura determinado a implementar políticas emergenciais e efetivas de combate a pobreza e de resgate a dignidade da cidadania. “Se em cada Estado, os representantes do povo fizerem a sua parte, todos estarão colaborando para um país melhor. É inadmissível que quase metade dos brasileiros não consiga ter o mínimo necessário para o sustento da família”, concluiu emocionado o novo deputado da Assembléia Legislativa. Por Barroso Guimarães

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais