Servidores da Advocacia Geral da União não descartam greve geral

0

Reunião na sede da AGU
Servidores da Advocacia Geral da União (AGU) se reuniram na manhã desta quinta-feira, 29, na porta da sede à avenida Beira Mar para discutir os rumos da paralisação que teve início na última terça-feira, 27 com a finalidade de reivindicar o Plano de Cargos e Carreira da categoria, que não descarta uma greve por conta da decisão do Governo em apresentar um plano que beneficia apenas os servidores que estão ingressando.

O presidente do sindicato da categoria, Alexandre Diniz informou que o Governo Federal anunciou um Plano de Cargos que não agradou aos trabalhadores. “Trata-se de um plano vazio que contemplará apenas os servidores que estão entrando agora. Os servidores que ajudaram a construir a Advocacia Geral da União estão todos fora do Plano. Somente em Sergipe, serão prejudicados 32 trabalhadores”, lamenta Alexandre Diniz lembrando que a categoria está há oito anos batalhando pela aprovação do Plano de Cargos e Carreira.

Alexandre Diniz: “AGU é pouco reconhecida”
O sindicalista explicou que o Governo apresentou três tabelas, sendo uma para analista, uma para técnico e uma tabela salarial que vai englobar todos os servidores da AGU. “Nós estamos tentando mostrar à sociedade que a Advocacia Geral da União, apesar de economizar bilhões de reais para o Governo Federal, é pouco reconhecida. Não ganhamos igual aos servidores do Ministério Público e da Justiça, o que seria o certo. Temos umas piores tabelas salariais do país, ou seja, o salário inicial é de R$ 3 mil e 200 enquanto que tem servidor no MPF ganhando R$ 9 mil inicial”, enfatiza.

Greve geral

Os trabalhadores que paralisaram as atividades por três dias na semana passada e três dias nesta semana não descartam a possibilidade de uma greve por tempo indeterminado. “Vamos aguardar o comando nacional, mas depois dessas informações de um plano apenas para quem está ingressando na carreira, com salários de pouco mais de R$ 2 mil para nível técnico e de R$ 3 mil e 200 para nível superior, acreditamos que haverá greve geral na AGU. A idéia é organizar caravanas para viajar até Brasília e lutar junto ao comando nacional”, afirma.

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais