Servidores do INSS em greve a partir de segunda-feira

0

Usuários ficaram sem atendimento nesta terça, devido á paralisação de advertência (Foto: Portal Infonet)
Após terem o atendimento prejudicado por mais de um ano devido à reforma realizada na agência da avenida Ivo do Prado, os usuários do Instituto Nacional da Seguridade Social (INSS) ficarão sem o serviço pro tempo indeterminado a partir de segunda, 22, já que os mais de 600 servidores em Sergipe vão entrar em greve.

A categoria não aceita ter a carga horária ampliada e o salário reduzido. Para se ter noção do problema, hoje um técnico previdenciário recém-egresso na função recebe cerca de R$ 1800 para trabalhar seis horas diárias. A proposta da União é que eles passem a trabalhar oito horas por dia e recebam pouco mais de R$ 1200.

A proporção de aumento na carga horária é a mesma da redução salarial: cerca de 33%. O efeito gangorra fez a categoria em Sergipe reunir-se na manhã desta terça, 16, no auditório da agência central no bairro Siqueira Campos, para discutir o estado de greve, que foi apoiado por unanimidade.

“A paralisação é nacional. Em todos os estados o atendimento do INSS vai parar e as negociações estão sendo feitas diretamente em Brasília”, disse Joaquim Antônio, um dos membros do Sindicato dos Servidores da Previdência em Sergipe (Sindiprev/SE).

Diariamente, as agências do INSS no Estado de Sergipe atendem cerca de 4 mil pessoas. Deste total de atendimentos, 1.200 concentram-se apenas na capital, segundo informação da assessoria do órgão.

Por Glauco Vinícius

Comentários