SMTT afasta fiscais acusados de proprina

0

Jairo diz acusação é muito grave (Foto: Portal Infonet)
Após denúncias de flanelinhas e motoristas a respeito de possíveis ações de propina por dois fiscais dos parquímetros no centro da capital sergipana, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) diz que já está sendo um feito um inquérito administrativo para apurar o que realmente vem acontecendo.

Segundo informações, os fiscais estariam cobrando uma quantia de R$10 a R$15 para que os flanelinhas da região da Zona Azul possam lavar os carros. De acordo com o assessor de Comunicação da SMTT, Jairo Alves, os dois servidores já foram afastados das atividades. “Um deles foi encaminhado à secretaria de onde veio e o outro, funcionário há 20 anos do órgão, também já foi suspenso”, explica o assessor.

Jairo conta que um inquérito administrativo já está sendo realizado, quando serão ouvidas várias pessoas para que a verdade seja esclarecida. “Ficamos até surpresos quando o nosso funcionário, que trabalha a 20 anos conosco, foi acusado de proprina e roubo. Até agora não há provas necessárias para incriminar os funcionários. Se por acaso confirmarmos as denúncias, iremos impor as devidas punições para eles”, garante.

Conflitos

O assessor aponta que já existe há algum tempo uma série de conflitos entre fiscais dos parquímetros e os flanelinhas. “Muitos desses flanelinhas acham que tem o direito de comandar o local do dia, mas as coisas não são assim. Isso só irá melhorar quando começar a atuar a empresa que fará o rotativo dos veículos em Aracaju”, explica o assessor.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais