Sogro e genro são mortos com requintes de crueldade no interior

0
Perito identificaram perfurações provocadas por disparos de arma de fogo (Foto: Grupo WhatsApp Sergipe Notícias)

Dois homens foram assassinados com requintes de crueldade e os corpos foram encontrados em uma fazenda no município de Divina Pastora. De acordo com os primeiros levantamentos realizados pela Polícia Militar, os dois homens atuavam como pedreiros, residiam em Santa Rosa de Lima e estavam desaparecidos desde segunda-feira, 3.

Conforme o major Augusto César de Oliveira, comandante da 3a Companhia Independente da Polícia Militar de Sergipe (CIPM), ambos estavam com as mãos amarradas para trás e o Instituto Médico Legal (IML) identificou perfurações provocadas por disparos de arma de fogo. As vítimas já foram identificadas oficialmente e os corpos foram reconhecidos pela família: Aldeir Oliveira dos Santos, 24, e Fagner de Lima, 38. Aldeir era casado com a filha de Fagner, conforme informações da PM.

Os dois usavam botas e estavam sujos, levantando suspeitas de que eles teriam sido sequestrados no local de trabalho, conforme observações do major Augusto César. A equipe da Polícia Militar, que atua na 3a CIPM, foi acionada pela própria família das vítimas. Os familiares informaram aos policiais que uma das vítimas é natural de Laranjeiras, mas ambos residiam em Santa Rosa de Lima e teriam sido vistos, pela última vez, na segunda-feira.

Os familiares não prestaram maiores esclarecimentos sobre as circunstâncias, mas foram eles que informaram à polícia sobre a localização dos corpos, que estavam jogados na Fazenda Novo Horizonte, em Divina Pastora. O duplo homicídio será investigado pela Polícia Civil.

por Cassia Santana

Comentários