SSP apresenta balanço dos festejos juninos

0

SSP apresenta balanço dos festejos
Na manhã desta segunda-feira, 5, a Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), através das policiais Civil e Militar e do Corpo de Bombeiros, apresentou o balanço final dos planejamentos operacionais implementados durante os festejos juninos da capital Aracaju e das cidades do Interior.

A Polícia Militar esteve presente nos quatro grandes eventos da Grande Aracaju e em cidades pólos do interior, a exemplo de Estância, Capela, Areia Branca e Rosário do Catete.

De acordo com informações passadas pelo coronel Genário João, que representou na oportunidade o comandante geral da Polícia Militar, coronel José Carlos Pedroso, nos dois maiores palcos ‘Forró Caju’ e ‘Forró Siri’, a Polícia Militar esteve presente com um efetivo de 450 homens por noite.

Ainda segundo informações foi contabilizado nessas festas, durante as noites de pico, um público estimado em mais de 100 mil pessoas. No Forró Caju foram registradas 144 ocorrências nos 11 dias de festa, sendo que 80% dos casos relativos a agressões e vias de fato. Já no Forró Siri, a PM atendeu a 58 ocorrências e apreendeu três armas brancas.

“Os bons resultados são atribuídos ao planejamento, padronização do emprego da tropa com racionalidade, motivação da tropa por conta dos investimentos e do pagamento de gratificação aos policiais escalados e o policiamento ostensivo sem interrupções”, destacou Genário.

Polícia militar esteve com efetivo de 450 homens por noite
A logística da PM contou com equipamentos adquiridos recentemente pelo Governo do Estado. Capacetes, tonfas, protetores auriculares, capas de chuva, luvas descartáveis e detectores de metais foram utilizados pelos militares. No espaço interno do Forró Caju foram desarmadas 423 pessoas que dispõem de porte de arma de fogo. Para isso foram instaladas quatro cabines de desarmamento nos quatro portões de acesso da festa.

No interior do Estado, a Polícia Militar disponibilizou um efetivo de 1500 homens, que foram escalados em municípios que realizaram festas. A PM contabilizou no interior cerca de 50 dias de festas relacionadas aos festejos juninos.

De acordo com o coronel Braz, apesar da grande quantidade de eventos, o resultado final comprovou a tranqüilidade do São João de Sergipe. “Registramos apenas 20 ocorrências no interior. A ocorrência de maior relevância diz respeito a uma tentativa de homicídio registrada na cidade de Tobias Barreto. Os outros casos foram relacionados a vias de fato”, informou.

Katarina diz que paz dos festejos se deve a excelência no trabalho
A delegada coordenadora das delegacias da capital, Katarina Feitoza fez questão de salientar que a paz dos festejos juninos sergipanos se deve muito ao trabalho de excelência desenvolvido pelas forças de segurança empregadas. “Hoje as polícias e o Corpo de Bombeiros do nosso Estado já têm um know-how na cobertura de eventos. O resultado disso são os bons números que estamos apresentando hoje”, salientou Feitoza.

A Polícia Civil registrou na Grande Aracaju 35 furtos, cinco roubos, quatro lesões corporais e quatro vias de fato. Foram instaurados quatro procedimentos relativos aos crimes de porte ilegal de arma de fogo, desacato, violência doméstica e furto. Foram instaurados, ainda, seis termos de ocorrência circunstanciada (TOCs) e quatro atos infracionais.

Corpo de Bombeiros

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Sergipe esteve presente, também, nos eventos da capital sergipana e nas cidades do interior. Segundo o tenente-coronel Ivan dos Santos, grande parte dos registros estão relacionados a pequenos traumas e mal subido (infartos e AVCs). Os bombeiros atenderam, também, a ocorrências relacionadas ao consumo exagerado de bebidas alcoólicas. “Ficamos chocados com a grande quantidade de jovens que buscaram atendimento depois de passar mal por conta do consumo excessivo de bebidas”, enfatizou o oficial superior.

Foram contabilizados pelo Corpo de Bombeiros 183 atendimentos. Comparado com os festejos juninos de 2009, com 123 ocorrências atendidas, os bombeiros registraram um acréscimo de 45% no número de atendimentos. “Tivemos uma média de 100 homens escalados por noite e utilizamos mais de dez veículos operacionais”, finalizou Ivan.

Com informações da SSP

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais