Suspeito é preso pela PF armazenando arquivo pornográfico infantil

0
Um dos investigados foi flagrado armazenando arquivos pornográficos infantis e está sendo
conduzido para a Superintendência da Polícia Federal (Foto: PF/SE)

A Polícia Federal deflagra na manhã desta quinta-feira, 03, a Operação Blackout, com o objetivo de reprimir a divulgação de pornografia infantil na rede mundial de computadores. Cerca de 25 policiais federais cumprem cinco mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça Federal, sendo quatro em Aracaju e 1 em Lagarto.

Durante as investigações, a Polícia Federal identificou que os suspeitos, aparentemente sem
vínculos entre si, compartilharam imagens e vídeos com pornografia infantil pela internet. As buscas visam apreender os equipamentos eletrônicos utilizados nas condutas criminosas.

As buscas visam apreender os equipamentos eletrônicos utilizados nas condutas criminosas (Foto: PF)

Um dos investigados foi flagrado armazenando arquivos pornográficos infantis e está sendo
conduzido para a Superintendência da Polícia Federal em Sergipe, para lavratura de auto de
prisão em flagrante.

Penas

Os crimes investigados – armazenamento e divulgação de cenas pornográficas envolvendo
criança ou adolescentes – preveem penas que, somadas, podem chegar a 10 anos de reclusão.

Fonte: Ascom PF/SE

Comentários