Testemunhas da morte de garota e rapaz em Riachão serão ouvidas hoje

0

Corpo de lavrador continua no IML
A delegada do município de Riachão do Dantas, Annecley de Souza Araújo, vai começar a ouvir algumas testemunhas sobre a morte da menina D.S.S., seis anos, encontrada pela própria mãe na manhã de ontem, 5, no fundo de um poço localizado no povoado Campestre.

Além da morte da garota, a polícia da cidade também investiga se há relação entre esta história e o corpo de um jovem lavador de 18 anos, encontrado enforcado em uma laranjeira, bem próximo ao lugar onde a menina foi achada.

De acordo com Annecley, já existe a lista de algumas pessoas a serem ouvidas, mas que todos os depoimentos não serão prestados já nesta tarde. “É preciso também aguardar os laudos do IML, que são fundamentais na conclusão da investigação”, diz.

A criança foi enterrada na noite de ontem, 5, e o corpo do jovem continua no Instituto Médico Legal (IML), em Aracaju.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais