TJ confirma fim de nepotismo em Pacatuba

0

O prefeito de Pacatuba, Luiz Carlos dos Santos, terá que demitir imediatamente todos seus parentes que trabalham na prefeitura e continuará respondendo à ação de improbidade administrativa. O  recurso do administrador municipal ao Tribunal de Justiça foi indeferido pela juíza Madeleine Gouveia na última terça-feira, 23.

O prefeito Luiz Carlos dos Santos insistiu em manter seus parentes empregados na prefeitura de Pacatuba, previlegiando-os com nomeações em cargos comissionados na comarca do município. No dia 14 de março o Poder Legislativo dos municípios de Pacatuba, Brejo Grande e Ilha das Flores, bem como o Poder Executivo de Ilha das Flores e Brejo Grande firmaram e cumpriram o Termo de Ajustamento de conduta perante o Ministério Público, visando por fim à prática de nepotismo na região.

O gestor público municipal além de não firmar o Termo de Ajuste, não cumpriu a recomendação do Ministério Público para que em trinta dias exonerasse todos seus parentes da prefeitura de Pacatuba. Considerando essa inércia de Luiz Carlos, o Ministério Público local, através do promotor de Justiça Paulo José Alves Filho ajuizou duas ações civis públicas, uma por ato de improbidade administrativa e a outra visando à exoneração dos parentes do prefeito, a qual foi acatada liminarmente pelo Juiz da Comarca Alício Rocha.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais