Tornozeleira eletrônica começa a ser usada este ano

0

Manuel Lúcio disse que índice de não retorno do preso é baixo em SE (Foto: Arquivo Infonet)
O Estado de São Paulo, a partir do mês de dezembro, irá rastrear os presos que saírem temporariamente dos presídios através de uma tornozeleira eletrônica. Cerca de 4,8 mil presos terão de utilizar a tecnologia que permite rastrear o detento a partir de sua saída da cadeia com equipamentos localizadores. A novidade foi aprovada pelo Senado em maio deste ano.

Dentro de 60 dias, 3 mil presos que deixam os centros de detenção diariamente para trabalhar começam a ser monitorados. Já em dezembro, mais 1,8 mil detentos autorizados a passar os feriados do fim do ano com a família terão sua localização monitorada eletronicamente. Em Sergipe a novidade não deve chegar tão cedo.

De acordo com o diretor do Desipe, Manuel Lúcio, a princípio tornozeleira não vai ser implantada em Sergipe. “Nosso índice de não retorno do preso a cadeia é baixíssimo, a responsabilidade do Desipe é com os presos que estão em indulto e regime semi-aberto. Já na condicional a competência por fiscalizar o preso é das varas de execuções criminais”, afirma.

Por Bruno Antunes

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais