Abraço: longa-metragem gravado em SE estreia em cinemas do país

0
Filme conta com a participação do ator Flávio Bauraqui e conta a história de professores sergipanos. (Foto: Divulgação)

O longa-metragem sergipano ‘Abraço’ estreou na última quinta-feira, 15, nos cinemas do país. Dirigido pelo cineasta DF Fiuza, e com participação do ator Flávio Bauraqui, o filme não estreou em salas de cinema de todo o Brasil por conta da pandemia da Covid-19.

Filmado em Sergipe, a obra conta a história de uma luta jurídica travada entre professores e o governo do Estado no ano de 2008 e estreou no dia 15 por conta do Dia dos Professores. O longa foi eleito como melhor filme no Festival de Cinema Pernambucano, em 2019, e também ganhou prêmios de melhor atriz e melhor trilha sonora.

O filme já estreou nas cidades de Salvador, Rio de Janeiro, Fortaleza, Belém, Ananindeua, São Paulo, Manaus e Brasília e também está disponível nas plataformas virtuais www.cinemavirtual.com.br e na www.looke.com.br. A partir do dia 29/10, ‘Abraço’ estará disponível também nas plataformas digitais (streaming), Apple TV, Google Play, Now, Vivo Play e Youtube Filmes.

Sinopse

Em 2008, os professores sergipanos travam uma luta jurídica com o Governo do Estado para evitar a perda de direitos já conquistados. 30 mil professores de todas as partes do estado deixam suas escolas e partem em uma longa jornada para lutar na capital Aracaju. O desafio é convencer os desembargadores do Tribunal de Justiça a não votar pelo fim da carreira do magistério. O julgamento é adiado duas vezes e a batalha se prolonga por um mês. No meio desta luta entre governo e professores, a professora Ana Rosa vive o desafio de ser mãe, mulher e dirigente sindical. Ela precisa conciliar as múltiplas tarefas da vida profissional e doméstica, mas a incompreensão de seu marido e a visão machista de sua própria mãe tornam a sua jornada ainda mais desafiadora.

Por Milton Filho e Aisla Vasconcelos

Comentários