Acrísio Cruz é homenageado pelos Correios e pela SEC

0

A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos e a Secretaria de Estado da Cultura (SEC) farão o lançamento na próxima terça-feira, dia 21, do carimbo comemorativo a Acrísio Cruz. O evento é uma homenagem dos Correios e do Estado a Acrísio, um dos fundadores do ensino superior no Estado e responsável por estender o ensino primário no interior de Sergipe.

 

O carimbo, uma efígie do homenageado assinado pelo artista plástico Bené Santana, será utilizado nos envelopes das correspondências dos órgãos públicos sergipanos por 30 dias. Em seguida, o item segue para o Museu Filatélico, em Brasília, no qual se tornará peça histórica, disponível para apreciação dos filatelistas.

 

O evento, que acontece na Biblioteca Epiphâneo Dórea a partir das 18h, também prevê uma palestra sobre a contribuição de Acrísio Cruz para a educação e cultura sergipanas, bem como o lançamento do livro ‘Acrísio Cruz: Antologia’, organizado por Luiz Antônio Barreto com ensaios e artigos de Acrísio.

 

Biografia

 

Acrísio Cruz nasceu em 31 de outubro de 1906, em Laranjeiras (SE). Em 1924, com apenas 18 anos, tornou-se Diretor da Imprensa Oficial – Sergipe, na época, era governado pelo Interventor Augusto Maynard Gomes. Nos anos 30 trabalhou como jornalista nos jornais Diário da Tarde e Diário de Sergipe.

 

Homem de múltiplos talentos, trabalhou também como professor, quando ensinou em várias escolas da capital sergipana. Acrísio escreveu e publicou livros didáticos, de ciências e de língua portuguesa. Seus trabalhos em educação o levou a exercer cargo de diretor do Departamento de Educação durante o governo de José Rollemberg Leite (1947-1951), quando começou o programa de construção de Escolas Rurais.

 

Professor, pesquisador, jornalista e homem público, Acrísio Cruz faleceu em 13 de setembro de 1969, vítima de infarto do miocárdio.

Comentários