Curta-SE 7: Abertura de exposição de Ilo Krugli e Fábio Viana

0

Hoje, 30, às 19H, acontece a abertura da exposição de desenhos,  esboços, objetos e fotografias “Imagens com Riscos, Ventos e  Movimentos”, do artista plástico Ilo Krugli e do fotógrafo Fábio Viana. A mostra segue até o dia 31 de maio no Instituto Luciano  Barreto Júnior, localizado na Av. Barão de Maruim, 448. O evento faz  parte da programação oficial da sétima edição do Festival  Luso-Brasileiro de Curtas Metragens de Sergipe, o Curta-SE 7.

Na exposição, poderão ser conferidas fotografias do fotógrafo e  designer gráfico Fábio Viana e ilustrações do artista plástico,  educador, poeta e dramaturgo Ilo Krugli, homenageado nesta edição do  Curta-SE. A parceria entre o argentino naturalizado brasileiro Ilo Krugli e o sergipano Fábio Viana se deu através do trabalho em  conjunto no Grupo de Teatro

VentoForte, criado pelo homenageado do  Curta-SE 7 em 1974, na cidade do Rio de Janeiro. O Ventoforte serviu de inspiração para maior parte das fotografias de Fábio que serão  expostas em Aracaju.

A temática do teatro é mesmo o grande eixo das obras de Fábio. Tanto  das 15 fotografias que serão expostas em Aracaju, treze são resultados  de observações de espetáculos e grupos teatrais entre os anos de 2004  e 2006. Além do Grupo Ventoforte, foram clicadas as Cias de Teatro Pé 
no Canto, São Jorge de Variedades e Cia Livre de Teatro, além do Grupo  Oficina Uzyna Uzona.

Na obra de Ilo Krugli o teatro também é uma das principais  referências. O próprio Ilo se denomina um “artista plástico teatral”.  Além disso, a exposição trata justamente da linguagem do teatro e da  simultaneidade de imagens e conteúdos integrados da vivência do  artista na literatura dramática teatral.

Obras de Ilo Krugli
Biografia dos Artistas


Ilo Krugli foi um dos pioneiros no Brasil na arte-educação e realizou  experiências inovadoras com crianças, jovens e adultos na Escolinha de  Arte do Brasil. Também foi professor dos cursos de Musicoterapia do  Conservatório Brasileiro de Música do Brasil no Rio de Janeiro e já dirigiu o Centro de Arte e Criatividade Infanto-juvenil, do  Departamento de Cultura, da Secretaria de Educação do Estado do Rio de  Janeiro.

Com o Grupo de Teatro Ventoforte, o artista plástico estreou, em 1974,  o espetáculo “Histórias de Lenços e Ventos”, considerado um marco no  teatro infanto-juvenil brasileiro, e começou a levar sua poesia e  teatro consagrados pelas principais cidades do Brasil e do exterior a  pessoas comuns. De lá para cá, recebeu prêmios da Associação Paulista  dos Críticos da Arte (APCA), Mambembe, Moliére e Shell. Atualmente,  Ilo coordena diversos projetos culturais, cursos de teatro e arte  integrada para crianças, jovens e adultos na Casa Ventoforte.

A trajetória de Fábio Viana nas artes se iniciou quando ele coordenou  algumas Mostras de Cinema na Escola Técnica Federal de Sergipe e se  integrou à equipe local do projeto “Cinema BR em Movimento”.  Atualmente, Fábio desenvolve diversas atividades de Fotografia,  Programação Visual e Produção Cultural no Grupo de Teatro Ventoforte,  em São Paulo.

Comentários