Eloísa é reeleita presidente do Fórum Nacional de Secretários da Cultura

0

Eloisa Galdino (Foto: Fabiana Costa)
Por unanimidade, a secretária de Estado da Cultura, Eloísa Galdino, foi escolhida por seus colegas que dirigem a pasta em outras unidades federativas para continuar na presidência do Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Estaduais da Cultura. A eleição aconteceu no final da tarde de sexta-feira, 25, no Palácio Tiradentes, em Belo Horizonte (MG), onde acontece o primeiro dia do encontro dos gestores em Minas Gerais.

“Aceito permanecer presidente do Fórum neste momento de renovação dele. Estou muito feliz pelo quórum que estamos tendo nessas reuniões. Os estados estão voltando ao Fórum, trazendo experiências e provocando o debate com o Ministério

Secretaria ao lado do governador de MG, Antônio Anastasia (Foto: Ascom Secult)
da Cultura. Temos muito debate institucional a ser travado, além de dividir a experiência entre os estados. Pretendo continuar o trabalho com a mesma dedicação que tive no mandato anterior”, declara Eloísa.

Além da presidência, o Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Estaduais da Cultura é composto por cinco vice-presidências, que contemplam todas as regiões brasileiras. A vice-presidência do Sul ficou com o secretário gaúcho Luiz Antônio Assis Brasil; a do Sudeste, com Eliane Parreiras, de Minas Gerais; José Miguel de Souza, do Amapá, representa o Norte; o Nordeste será representado por Beto Rezende, de Pernambuco; e a vice-presidência do Centro-Oeste ficou com Hamilton Pereira, do Distrito Federal.

Repercussão

O nome da secretária da Cultura de Sergipe foi bem recebido entre os integrantes do Fórum. O secretário do Espírito Santo, Frei Paulão, por exemplo, fez um agradecimento público à sergipana. “Quero agradecer o trabalho que você exerceu esse tempo e a sua disponibilidade para estar conduzindo esse fórum. Nós acreditamos em você, que com maturidade trouxe os secretários de volta ao Fórum, demonstrando liderança”, disse.

Eloísa Galdino permanece à frente do Fórum por mais um ano.

Fonte: Ascom Secult


 

Comentários