Feirantes dos mercados centrais aprovam Pré-Caju

0

O Pré-Caju 2004 gerou muita polêmica por acontecer na área dos mercados centrais de Aracaju. Apesar de algumas pessoas não aprovarem o novo percurso da festa, os comerciantes do local dizem que não têm do que reclamar sobre essa nova escolha da Associação Sergipana de Blocos e Trios – ASBT.

O comerciante José de Jesus Mendonça é dono de um bar no Mercado Thales Ferraz. Para ele, durante o Pré-Caju 2004 o seu lucro aumentou, mesmo não trabalhando durante a noite.

Para o feirante Reginaldo de Lima, dono de um box que vende aves no Mercado Albano Franco, a festa não atrapalhou em nada o comércio e a maioria das declarações feitas contra o evento no local foram falsas. Em seu box não houve mortalidade de animais como foi divulgado na época da festa.

Segundo presidente da Associação dos Comerciantes do Mercado Albano Franco – Acomaf -, Vandervaldo Grigório, os feirantes não tiveram queixas sobre o Pré-Caju 2005 ser novamente naquela área. Pelo contrário, a festa serviu para divulgar ainda mais os mercados de Aracaju para os turistas que visitam a capital.

Vandervaldo também falou que a associação irá se reunir com a Empresa Municipal de Serviços Urbanos – Emsurb – e a ASBT para discutir as melhorias na infra-estrutura da festa. Para o Presidente da Acomaf, o único problema do Pré-Caju 2004 foi a limpeza, que não foi suficiente para acabar com o mau cheiro da avenida que dá acesso aos Mercados. Tirando isso, a festa não prejudica os comerciantes do local.

Por Lisandra Katriny

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais