Geraldo Azevedo – 32 anos de estrada

0

Violonista e com principal influência musical a Bossa Nova, Geraldo Azevedo nasceu em Petrolina – PE. Petrolina é pelo rio São Francisco e do outro lado fica Juazeiro da Bahia, cidade onde nasceu João Gilberto. E em entrevista ao Portal da InfoNet, ele fala um pouco sobre sua trajetória musical, e da filha, Clarice de apenas 18 anos, que trabalha com ele como “backvocal”. Confira!!! Infonet – Geraldo Azevedo, quando e como descobriu sua paixão pela música? Geraldo Azevedo – Bom, todos da minha família tocam um pouco. O meu pai toca, e a minha mãe canta. Então, aos 12 anos eu já tocava violão, e virou uma paixão mesmo.Tanto é que estou até hoje nos palcos. InfoNet – Qual o repertório que preparou para o Forró Caju? GA – Além dos sucessos mais marcantes de toda a minha carreira como “Bicho de Sete Cabeças e Morena Linda Flor”. Fora uma música que fiz em homenagem a Jackson do Pandeiro que se chama “Jack o sonho não acabou”. InfoNet – Nos conte um pouco: como foi esse encontro do Geraldo Azevedo, Jackson do Pandeiro e Alceu Valença? GA – Ahhh!!! O Jackson do Pandeiro e Luis Gonzaga são as referências para o forró. O Alceu participou comigo do Festival Internacional da Canção do Rio de Janeiro em 1972, e juntamente com Jackson do Pandeiro fomos os maiores destaque do Festival. Nesse mesmo ano a Copacabana lançou o disco “Alceu Valença & Geraldo Azevedo” marcando a estréia de nós dois, cantores e compositores, que estamos aí como grandes nomes da musicalidade brasileira. InfoNet – Como é em relação a sua família? Você tem quantos filhos? Sente saudades? GA – É claro que sinto, vivo mais viajando do que fico na minha casa no Rio de Janeiro. Tenho quatro filhos, e minha filha Clarice de 18 anos, trabalha comigo já algum tempo como backvocal. Pelo menos dela eu não sinto saudades. (risos) InfoNet – E o show hoje, promete? GA – A minha perspectiva para o show é que eu consiga fazer todos cantarem e dançarem muito.Vou encerrar o show com frevo elétrico, trazer um pouco do ritmo gostoso de Pernambuco para todos os sergipanos. E que todos se divirtam! Por Thaís Campos

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais