Grupo Cultural Peneirou Xerém diz ter sido enganado

0

Dona Josefa diz que organizadora do show de Agnaldo Timóteo a enganou
Nesta sexta-feira, 7, uma denúncia chegou à redação do Portal Infonet sobre o uso ilegal do nome de um grupo cultural para angariar apoio para a realização do show do cantor Agnaldo Timóteo, que acontece nesta noite em uma casa de show da cidade. A reportagem do Portal Infonet procurou a fundadora Grupo Cultural Peneirou Xerém para apurar a informação.

Segundo Josefa Oliveira Santos, fundadora do Grupo, os organizadores do show, de pré-nome Kátia e um irmão chamado Robson, procurou-a no dia 15 de abril dizendo que iria realizar um show com o cantor Agnaldo Timóteo, e que iria destinar parte do dinheiro arrecadado à instituição. Para isso, bastava que Josefa assinasse entregasse um documento do grupo com a sua assinatura.

Grupo Cultural Peneirou Xerém existe há 21 anos
“Kátia nos procurou no dia 15 de abril dizendo que ia ter esse show e que iria nos beneficiar. Ela disse que precisava do apoio da Fundação Augusto Franco e que a Fundação só ajudaria na realização do show, caso parte da renda fosse destinada para uma instituição beneficente, no caso o Grupo Peneirou Xerém”, relatou Josefa.

Dona Josefa contou, ainda, que após entregar o documento não soube mais notícias sobre o recebimento do dinheiro. “O tempo passou e quando eu vi nesta última quarta-feira, 5, um comercial de televisão do show veiculado na televisão anunciava que parte da verba da apresentação do cantor Agnaldo Timóteo seria revertida para o nosso Grupo Cultural”, afirmou.

A fundadora disse que após assistir a propaganda procurou a emissora que vinculou o comercial. “Fui até a TV e disse para tirar na hora, pois ao entrar em contato com Kátia ela me disse que não haveria mais dinheiro de nada e que o pedido na Fundação Augusto Franco havia sido indeferido. Após isso eu fui à Fundação eu vi um ofício lá com uma assinatura que eu não tinha feito, ou seja, a Kátia mentiu, usando meu Grupo e usando a Fundação Augusto Franco, que é uma instituição séria”, acusou.

Josefa disse que kátia utilizou até uma reportagem sobre o grupo feita no ano passado para conseguir apoio para realização do show
De acordo com Josefa, ela procurou o Ministério Público para fazer a denúncia de uso ilegal do nome do Grupo Cultural Peneirou Xerém. “Fui ao Ministério Público Estadual e lá me instruíram a fazer o boletim de ocorrência. Após isso a delegada marcou uma acareação com a organizadora do show no próximo dia 13, mas o prejuízo já está feito, o show acontece hoje e ela conseguiu todo o apoio utilizando o nome do nosso grupo. Esse é um show beneficente que não vai beneficiar ninguém”, disse.

O Grupo Cultural Peneirou Xerém existe há 21 anos. Eles realizam trabalho culturais com adultos e idosos com idade entre 40 e 85 anos. No dia 18 deste mês eles irão à Brasília representar Sergipe na Conferência Nacional de Cultura.

A reportagem do Portal Infonet tentou entrar em contato com a organizadora do show por diversas vezes. Conseguimos contato com duas de suas filhas e deixamos recado informando o assunto que seria abordado na matéria, mas não obtivemos retorno até o fechamento da mesma.

Por Bruno Antunes

OBS: A matéria foi alterada às 21h do dia 08/05 para correção de informações.

Comentários