Memória e restauração do Atheneuzinho será documentada em publicação do Instituto Banese

0

Atheneuzinho
O processo de restauração do antigo prédio do Colégio Atheneu Dom Pedro II, o Atheneuzinho, que está sendo desenvolvido pelo Governo do Estado, através do Banco do Estado de Sergipe (Banese), será documentado em publicação multimídia que irá também resgatar o significado daquela instituição para as gerações de sergipanos que lá estudaram. A obra, que terá como título ‘Banese Cultural: Memória e Restauração do Colégio Atheneu Dom Pedro II’, está sendo promovida pelo Instituto Banese, criado para dar suporte institucional às ações de responsabilidade socioambiental e promoção cultural do Banco do Estado.

A publicação será realizada pelos historiadores Josevanda Franco e Rogério Freire, que cuidarão do texto e pesquisa histórica, tendo a designer Germana de Araújo como responsável pela seleção de fotografia, elaboração de desenhos, tratamento de imagem, filmagens e produção de documentário. “A obra de restauro e de recuperação da memória do Atheneuzinho integra o compromisso do Instituto Banese com o resgate do patrimônio sergipano, ao tempo em que oportuniza às futuras gerações o conhecimento necessário à preservação de tão significativa fonte histórica”, ressalta Josevanda.

Segundo a historiadora, na execução das atividades para a produção da obra final, serão utilizados materiais e métodos diversos que possibilitem o fiel registro de evolução e contextualização histórica do Colégio Atheneu Dom Pedro II, desde a sua inauguração até os dias atuais.

“A obra pretende estruturar um arcabouço de conhecimento sobre as bases históricas da construção e utilização espacial do prédio, assim como os relatos sobre a importância da restauração e preservação do Atheneuzinho, importante patrimônio histórico, educacional, cultural e arquitetônico do Estado, informou Josevanda.

Para ela, a publicação terá importantes desdobramentos teóricos e históricos e, por intermédio da pesquisa, depoimentos e imagens, certamente se tornará uma bibliografia necessária para aqueles que almejam o conhecimento sobre a cultura sergipana.

Banese Cultural

O prédio do Atheneuzinho, inaugurado em agosto de 1926, no governo de Graccho Cardoso, para abrigar o Colégio Atheneu Dom Pedro II, foi o principal centro de formação educacional do Estado na primeira metade do século passado. Depois de restaurado, ele irá abrigar a sede do Instituto Banese e também o principal projeto cultural da instituição, o ‘Banese Cultural’, um espaço multimídia voltado para o resgate, preservação e divulgação da cultura sergipana.

Comentários