Museu do Homem Sergipano homenageia Fausto Cardoso

0

O Museu do Homem Sergipano (MUHSE) vai abrir nesta quinta-feira, 10, duas exposições comemorativas ao centenário da Revolta liderada por Fausto Cardoso em Sergipe: ‘A romântica saga de Fausto Cardoso’ e ‘A ressurreição desenhada’, além de lançar mais uma edição da Revista de Aracaju. As exposições são iniciativas do Museu e do Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe (IHGS) em homenagem a um dos principais movimentos políticos sergipanos.

 

‘A romântica saga de Fausto Cardoso’ vai expôr documentos, mostras de obras de arte e mobiliário de época, enquanto ‘A ressurreição desenhada’ complementa a mostra com 10 telas do artista Elias Santos sobre o personagem Fausto Cardoso. O evento também vai lançar a edição comemorativa da Revista de Aracaju, em homenagem ao sesquicentenário da cidade. A revista é uma publicação desenvolvida pela PMA através da Secretaria Municipal de Educação.

 

Em 2006, Sergipe celebra os cem anos da histórica revolta liderada por Fausto Cardoso. Natural de Divina Pastora, Fausto graduou-se em Direito em Pernambuco, e voltando a Sergipe, iniciou sua carreira política, sendo eleito deputado federal por duas vezes. Sua luta reconhecida por todo o país em defesa da democracia levou Fausto a depôr o então Presidente do Estado da época e seu vice. O governo reagiu e Fausto, ao confrontar militares por conta da nomeação de outro presidente, foi assassinado no dia 28 de agosto de 1906.

 

Segundo Terezinha Oliva, diretora do MUHSE, Fausto Cardoso merece essa exposição em sua memória por ter sido um político sergipano atuante, que representou bem Sergipe e por ter tratado de grandes problemas nacionais. “Ele se tornou o símbolo da luta por liberdade e progresso”, conta Terezinha.

 

O MUHSE localiza-se na Rua Estância, 228, Centro. A exposição é gratuita e permanece lá até novembro.

Comentários