Navegando – por Gustavo Aragão

0

Em águas turvas e turbulentas

Vou navegando em minha nau,

Em busca de fresca brisa

eivada de sonhos.

Sou um reles marinheiro.

navegar

no

temporário

oceano da vida,

que me conduz ao horizonte;

acaso envolto num cobertor de estrelas,

embebido em abundantes águas azuis e

sensatas.

 

Por Gustavo Aragão

 

Todos os direitos estão reservados ao autor perante a Lei de Direitos Autorais.


 


 
 

 


 


 
 

 


 


 
 

 

 

Comentários