Sergipe poderá ter evento-teste para 500 pessoas em setembro

0
Abrape/SE quer fazer evento teste em setembro com 500 pessoas  (Foto: Freepik)

O cenário decrescente da pandemia em Sergipe tem animado o setor de eventos que já tem projetos para acontecer ainda esse ano, caso os números da covid-19 continuem caindo no estado. De acordo com Associação Brasileira dos Promotores de Eventos em Sergipe (Abrape/SE), o objetivo é incluir o estado no calendário nacional de eventos e fomentar o turismo.

O diretor regional da Abrape/SE, Fabiano Oliveira, conta que participou da reunião do Comitê Técnico Científico que aconteceu na última quinta-feira, 26, e solicitou, através de ofício, a realização de um evento-teste no mês de setembro para 500 pessoas.

“A ideia é fazer um evento-teste inicialmente para 500 pessoas em setembro, 1000 pessoas em outubro, 2 mil em novembro e 3 mil em dezembro. Claro, se os números continuarem em queda e se a variante Delta não chegar ao estado. Serão eventos fechados, em ambiente controlado, com todos os protocolos de segurança e com a obrigatoriedade da apresentação do cartão de vacinação. Só pode participar dos eventos quem tiver vacinado”, explica.

Essa semana, o Hotel Vidam Aracaju divulgou a programação do Réveillon com atrações nacionais. Fabiano conta que a intenção da Abrape é colocar Sergipe no calendário dos eventos nacionais e atrair o turismo para Sergipe. “A Casa de Shows e o Augustus Produções se uniram para realizar, nos dias 29 e 30 de dezembro, eventos com grandes atrações, fazendo assim três dias de programação no final do ano para atrair o turismo para Sergipe. Em breve, em um momento mais oportuno, falaremos mais sobre esses dois dias de eventos. Como já disse, tudo pendendo dos números da pandemia. É importante também lembrar às pessoas, em especial os jovens, que se vacinem porque todos os eventos de agora em diante só permitirão a entrada de quem estiver vacinado”, ressalta.

Carnaval

Esse mês, a Abrape nacional reuniu os representantes das regionais em São Paulo para falar das perspectivas para os eventos em 2022 e sobre o carnaval. “O sentimento da maioria dos representantes da Abrape é que não será possível fazer ainda um carnaval aberto, com grande público, como acontece em Salvador, Olinda, São Paulo e Rio de Janeiro. Acreditamos que será possível fazer carnaval indoor, em ambiente cercado e com controle de público. Salvador, por exemplo, já pensa em fazer o carnaval indoor no Estádio da Fonte Nova”, detalha.

Fabiano destaca que o momento ainda é de cautela. “Fomos o primeiro a setor a parar com a pandemia e o último a voltar a trabalhar. Então não adianta achar que a pandemia acabou e fazer as coisas desordenadas. É preciso planejamento e responsabilidade. Ter calma e muita cautela nessa possível retomada”, finaliza.

Por Karla Pinheiro

 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais