Transa Poética – Gustavo Aragão

0

Sós,
num quarto qualquer,

eu e a poesia,

gerando luz e som,

aninhados sobre o tempo

em cama de mundo revolto,

envoltos

por um cobertor de palavras nossas.

                       Por Gustavo Aragão

 

Todos os direitos estão reservados ao autor perante a Lei de Direitos Autorais.

Site do autor: www.infonet.com.br/gustavoaragao

 


 

Comentários