A crise da economia já se reflete no país

0

Vá alguém conseguir entender esta crise das bolsas americanas! A bolsa de Nova York amanhece em queda, chega ao meio-dia em alta mas fecha à noitinha com quedas históricas. O governo norte-americano dobrou o Senado americano na aprovação de um pacote de 700 bilhões de dólares que os especialistas admitem chegar a um trilhão e 300 bilhões, quando a crise se fechar – se é que ela vai fechar algum dia.

Não adianta o presidente Lula jactar-se que a crise não vai chegar por aqui. Na verdade, já chegou. O financiamento na compra de carros já reduziu de 60 meses para 42 meses, e há tendência de cair mais ainda. O preço do papel-jornal, sempre dolarizado, aumentou esta semana 26%, para desespero da Imprensa e das gráficas de um modo em geral. O dólar quase chegou a R$ 2,50, um recorde histórico desde que, no início de 2003, tinha atingido R$ 4,00, por conta das instabilidades provocadas pela ascenção de Lula ao poder.

Em outras palavras, a situação está horrorosa lá fora e começando a ficar feia aqui dentro. Nada ainda que signifique pânico mas é bom botar as barbas de molho. Por exemplo, quem usou seu FGTS para aplicar na bolsa está sem saber o que fazer pois as quedas da Bovespa são históricas. O melhor caminho, dizem os especialistas, é pedir o dinheiro de volta para a conta do FGTS, onde os rendimentos são menores do que na bolsa, mas pelo menos seu dinheiro está garantido.

Por Ivan Valença

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais