Banese e Fames discutem financiamento de salários atrasados

0
As duas principais ações alinhadas entre o banco e a federação foram a criação de linhas de crédito especiais (Foto: Márcio Dantas)

Os presidentes do Banese, Helom Oliveira, e da Federação dos Municípios do Estado de Sergipe (Fames), Christiano Cavalcante, reuniram-se na sexta-feira, 26, para discutir demandas de prefeituras do estado. As duas principais ações alinhadas entre o banco e a federação foram a criação de linhas de crédito especiais para o pagamento de folhas salariais atrasadas de algumas prefeituras e o desenvolvimento de capacitações técnicas para gestores públicos municipais.

A Fames levou ao Banese a solicitação de uma parceria com a Escola de Gestão Governador João Alves Filho, ligada à Federação, para promover qualificação administrativa para prefeitos e técnicos. “O presidente Helom e sua equipe nos receberam de uma forma muito positiva. Vamos finalizar esse projeto, vamos trazê-lo nos próximos 30 dias para que possamos colocá-lo em prática”, explicou Christiano Cavalcante.

Na oportunidade, foi apresentada à Federação o Projetar.SE, uma solução inovadora pensada pelo Governo de Sergipe e Banese para assessorar os municípios sergipanos em:
– Planejamento e elaboração de projetos técnicos para obras públicas;
– Execução e prestação de contas destas obras.

“O Projetar.SE nasceu de uma demanda do Governo do Estado, no sentido de direcionar ações do grupo Banese na promoção do desenvolvimento regional. Trata-se de um apoio técnico gratuito que tem em seu horizonte o aumento do desenvolvimento econômico e social de todas as cidades dos oito territórios”, explicou Helom Oliveira.

Para Christiano Cavalcante, o Projetar.SE vai ajudar muito os municípios a gerar receita para o Estado e para os seus municípios também. “É uma iniciativa que vai melhorar a qualidade de vida do povo, pois vai fazer com que a economia gire, que surjam novas oportunidades de negócios e de empregos, trazendo mais prosperidade para Sergipe”, avaliou.

A Fames também se propôs a fazer a interlocução entre o Banese e as prefeituras em Sergipe para possibilitar o financiamento da quitação de salários atrasados. “Há prefeitos que assumiram em janeiro de 2021 e receberam os municípios com algumas folhas atrasadas, por isso queremos reforçar a importância dessa parceria”, acrescentou Cavalcante.

Fonte: Ascom/Banese

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais