Cai a falsificação de moedas

0

A falsificação de cédulas e moedas de real no país caiu pouco mais de 30% este ano, em comparação a 2004 e depois de atingir o pico no ano anterior. O Banco Central decidiu reformar o combate a esse crime ao anunciar convênio com os Correios. Ele dará treinamento aos funcionários da estatal para identificar possíveis fraudes e, em contrapartida, divulgará material de campanha sobre segurança da moeda nas cerca de 5 mil agências dos Correios espalhadas pelo país.

Hoje, 97% das falsificações se dão com papel comum, sem marca d´água na cédula, portanto muito fáceis de serem identificadas. Até o início de dezembro, haviam sido detectadas 317.431 cédulas falsificadas, 35% menos do que as 487.646 unidades de 2004. No ano anterior, foram 534.519 com problemas. Em valores, os números caíram de R$ 16.417 milhões para R$ 11.260 milhões entre 2004 e o ano passado. As cédulas de R$ 50,00 são o alvo preferido dos falsificadores, respondendo por 61% das fraudes, seguidas pelas de R$ 10, com 19%.

Por Ivan Valença

 

Comentários