Combustível mais caro a partir da meia-noite

0

Quem deixar para abastecer o veículo amanhã pode ter uma surpresa no valor mostrado na bomba. É que a Petrobras anunciou hoje, no final da tarde, reajuste de 10% na gasolina e de 12% no diesel nas refinarias. Mas talvez o aumento não chegue tão rápido às bombas, já que alguns postos trabalham com estoque.
 

Os preços da gasolina e do diesel sobre os quais incidem os aumentos anunciados incluem os tributos federais Cide (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico) e PIS/Cofins, mas não incluem o ICMS (Imposto de Circulação sobre Mercadorias e Serviços).

 

Para o consumidor, a companhia estima que o impacto seja menor, isto porque os ajustes anunciados pela Petrobras nos seus preços não incidem sobre os impostos, nem sobre os 25% de álcool que é misturado à gasolina, nem sobre as parcelas de distribuição e revenda, que nesta estimativa foram considerados constantes.

 

Assim, a gasolina deve ficar, no mínimo, 5% mais cara para o consumidor e o diesel deverá subir cerca de 7%, considerando que os postos mantenham margens iguais. Como o preço da gasolina nos postos é livre, os percentuais representam uma média do que deverá ser aplicado em todo o país.


ÚLTIMOS – É a primeira vez este ano que a Petrobras anuncia aumento de combustíveis. Em 2004, a estatal elevou o preço da gasolina e do diesel três vezes. O primeiro reajuste foi de 10,8% para gasolina e de 10,6% para o diesel em 15 de junho. O segundo aumento foi de 4% para a gasolina e de 6% para o diesel em 14 de outubro e o terceiro, anunciado com um intervalo de apenas 42 dias, foi de 7% na gasolina e de 10% no diesel em 25 de novembro.

Comentários