Cresce o número de empregos formais em Sergipe

0

O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, do Ministério do Trabalho, revela que o nível de emprego formal em Sergipe cresceu pelo quinto mês consecutivo. Em agosto de 2005, o contingente de trabalhadores com carteira assinada elevou-se em 0,51%, o que representa a criação de 837 empregos celetistas.

 

Nos primeiros oito meses do corrente ano, o estoque de empregos formais atingiu 2,15%, o que representa a abertura de 3.385 oportunidades de trabalho. O diretor do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Sócio-Econômicos
(Dieese), Nelson Karan, revelou que 43% dos trabalhadores em Sergipe ganham um salário mínimo.

 

Segundo ele, o número sobe para 70% quando se leva em conta quem ganha até dois salários mínimos, o equivalente a R$ 600. Para Karan, o quadro apurado no Estado acentua a desigualdade na distribuição de renda.

 

Por Eugênio Nascimento

Comentários