Economia dá sinais de lenta recuperação

0

A elevação em 4,1% da confiança do consumidor medida pela Fundação Getúlio Vargas e a estabilidade na taxa de desemprego que ficou em 8,8% em maio com relação a abril, medida pelo IBGE, indicam que a economia está melhorando ou tende a melhorar doravante. Mas, ainda é cedo para apostar em crescimento positivo este ano, muito embora o mercado interno venha resistindo à crise mundial, sobretudo com as medidas de desoneração fiscal.

Por Ivan Valença

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais