Empresários discutem rumos da indústria

0

Os economistas Ricardo Lacerda e Paulo Brandão
Empresários sergipanos se reúnem para ajudar a definir os rumos da indústria para os próximos anos. Acontece nesta sexta-feira, 26, o Encontro Estadual da Indústria, que conta com a participação de 15 sindicatos patronais o setor em Sergipe. De acordo com o economista Paulo Brandão, o encontro tem caráter preparatório para o 3º Encontro Nacional da Indústria (Enai) que ocorrerá em Brasília nos dias 28 e 29 de outubro.

“O encontro estadual tem o objetivo de capacitar os empresários para as discussões do encontro nacional”, define Brandão. Os temas tratados no espaço giram em torno de cinco eixos. Dentre eles estão a produtividade na indústria, o sistema trabalhista e o impacto na produtividade industrial e a tributação e os desafios para a indústria. Também serão abordados assuntos ligados à infra-estrutura e meio ambiente e inserção internacional da economia brasileira.

Paulo Brandão explica que os representantes das indústrias hierarquizam os pontos discutidos para que seja possível direcionar ações específicas. “O objetivo é saber onde direcionar os esforços e como direcionar”, resume. No encontro estadual, serão escolhidos cinco delegados para representar o Estado nos grupos de estudo que serão montados no Enai.

Pesquisas

Gardenia Mota destaca a importãncia das pesquisas
No Encontro Estadual de Indústria deste ano, também é apresentado um estudo sobre a cadeia produtiva Têxtil e de Confecções pelo professor do departamento de Economia da Universidade Federal de Sergipe (UFS), Ricardo Lacerda. Além do setor Têxtil, ainda serão estudadas mais três cadeias produtivas sergipanas: Metal Mecânica e Naval, Construção Civil e Cerâmica e a cadeia Sucro Alcooleira. 

A diretora do Centro de Apoio à Micro e Pequena Indústria, Gardênia Mota, informa que a partir dos resultados dessas pesquisas, será elabora do um ‘Fórum de Competitividade’. Através desse Fórum, as demandas e as propostas do setor industrial serão apresentadas ao Governo do Estado para que esse tome as medidas necessárias para o desenvolvimento desse ramo da economia.  As pesquisas também servem para orientar as indústria em temas específicos, proporcionando maior embasamento para as novas ações do setor.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais