Exportadores querem vender 30% mais de frutas para Europa

0

Há espaço para as frutas brasileiras no mercado europeu Foto:Arquivo Portal Infonet
Há espaço para as frutas brasileiras no mercado europeu. É o que garante a gerente executiva do Instituto Brasileiro de Frutas (Ibraf), Valeska de Oliveira, que trouxe importadores de Portugal para conhecer o setor, durante o carnaval. A expectativa é estimular, nos próximos dois anos, um crescimento de 30% nas exportações para a Europa.

Atualmente, o Brasil vende para o exterior cerca de 2% da produção nacional, que é de 43 milhões de toneladas por ano. As exportações de frutas e polpas somam cerca de U$ 600 milhões, anualmente, mas podem crescer com a maior visibilidade de produtos no exterior.

Frutas frescas como o mamão papaya, a manga e a goiaba são as grandes apostas do setor, assim como alimentos processados na forma de sucos, geleias e até a brasileiríssima goiabada.Um dos principais interessados nas frutas brasileiras e um dos maiores compradores do mercado europeu, a Eurofrutas reconhece o potencial brasileiro. O gerente comercial da empresa portuguesa avalia que esses produtos ainda são pouco conhecidos na Europa, mas que, a cada ano, cresce a procura e as importações.

Com Informações da Agência Brasil

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais