Feriadão: taxa de ocupação na rede hoteleira é de apenas 20%

0
A taxa de ocupação deve chegar a 20% durante Semana Santa (Foto: Ilustrativa/Arquivo Portal Infonet)

A taxa de ocupação da rede hoteleira de Sergipe neste feriadão não deve passar de 20%, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis em Sergipe (ABHI/SE). Antes da pandemia, a Semana Santa era uma dos período mais movimentados no setor.

De acordo com a ABIH/SE, entre os meses de janeiro e fevereiro, período considerado alta estação, o setor registrou este ano uma taxa média de ocupação de apenas 30%. O setor hoteleiro, segundo a associação, é considerado o segmento mais atingido, economicamente, desde o início da pandemia da covid-19.

O presidente da ABIH/SE, Antônio Carlos Franco Sobrinho, esclarece que a Associação entende a necessidade da adoção de medidas restritivas para a contenção da transmissão do coronavírus e, consequentemente, para a preservação da saúde da população. No entanto, o setor espera o apoio dos governos federal, estadual e municipal no atendimento aos pleitos requeridos pelo trade turístico.

“Pedimos uma linha especial de abertura de crédito junto ao Banese. E à Prefeitura de Aracaju fizemos os principais pedidos, uma vez que a maior carga tributária da rede hoteleira é municipal. Solicitamos uma redução do ISS para os próximos três anos e a postergação do pagamento do IPTU de todos os hotéis. Essas são algumas medidas que a gente acha que pode amenizar essa crise. Ao mesmo tempo, estamos aguardando por parte do governo federal, o programa da preservação dos empregos”, explica.

Presidente da ABIH/SE, Antônio Franco Sobrinho, informa que pediu ajuda ai Governo do Estado e a Prefeitura de Aracaju para amenizar a crise do setor (Foto: Arquivo Infonet)

O Secretário de Estado do Turismo (Setur), Sales Neto, informou que intermediou uma reunião entre a ABIH/SE e o Banese, que aconteceu na última quarta-feira, 31. De acordo com o Secretário, a instituição apresentou algumas linhas de crédito já existentes na carteira do banco, inclusive com recursos do Fundo Geral de Turismo disponibilizado pelo Governo Federal, que possui taxas de juros, carência e parcelamento especiais.

“A diretoria da ABHI/SE solicitou, por conta do momento especial provocado pela pandemia, que o Banco pudesse avaliar a possibilidade de desenhar condições diferenciadas para a hotelaria que está sofrendo muito com a pandemia, já que o setor de turismo está praticamente parado. O banco solicitou algumas informações a ABIH/SE e se comprometeu a estudar a possibilidade de disponibilizar essas linhas de créditos especiais, mas, por enquanto, ainda não há resposta”, explica Sales.

O Portal Infonet entrou em contato com a Prefeitura de Aracaju, mas até a publicação da matéria não recebemos resposta. O Portal Infonet permanece à disposição através do e-mail jornalismo@infonet.com.br.

*Com informações da ABIH/SE

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais