IR: 9.490 sergipanos caíram na malha fina veja; saiba como proceder

0
Situação pode ser resolvida com uma retificação (Foto: Marcello Casal Jr)

Ao total, 9.490 sergipanos caíram na malha fiscal da Receita Federal em Sergipe, conhecida também como malha fina, após a entrega da Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2021 (IRPF). Para sair da malha fina e resolver a situação, é preciso realizar uma retificação na declaração.

De acordo com Nilson Lima, auditor fiscal da Receita Federal em Sergipe, existem várias malhas em que a declaração pode ficar retida, mas a malha frequente em que os contribuintes caem é a fina. “Essa malha toca no mais importante da declaração, que é a base do cálculo dos valores que a pessoa declarou que recebeu “, explica. 

O auditor explica os motivos mais frequentes que levam o contribuinte a cair na malha fiscal. “A Receita verifica as informações da declaração, tendo como fonte o próprio contribuinte e também outras fontes, para checar se houve um valor incorreto, um rendimento omitido, informações cadastrais erradas e uma possível fraude em análise. São esses os motivos mais comuns que levam à malha fina”, pontua.

Caí na malha fina, e agora?

Auditor Fiscal da Receita Federal em Sergipe, Nilson Lima(Foto: Portal Infonet)

Para saber se o contribuinte está na malha fina, o auditor explica que é preciso ficar atento ao processo da declaração no Portal e-Cac e acompanhar o processamento. “Lá ele vai ter noção se a declaração caiu em alguma malha e poder resolver rapidamente a situação”, declara.

De acordo com o auditor, sair da malha fina não se torna complicado e pode ser feito de forma breve para os contribuintes que reconheçam e aceitem que há um erro na declaração. “O contribuinte faz uma retificação, ou seja, ele corrige a declaração e assim já regulariza a situação dele”, menciona. 

Ainda segundo Nilson, caso o contribuinte não concorde ao ter caído na malha fina, a situação para regularizar o caso tende a ser mais complicada. “Caso ele não concorde com o erro apontado pela Receita, ele deve criar um processo e aguardar o auditor fiscal analisar a situação. E se o contribuinte não estiver acompanhando o processo de sua declaração e ela cair na malha, uma multa pode ser aplicada”, destaca.

Por Isabella Vieira e Verlane Estácio

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais