“Minha Casa Minha Vida” impulsiona venda de imóveis em Sergipe

0

Corretores imobiliários começam a contabilizar o sucesso de vendas proveniente com o programa ‘Minha Casa Minha Vida’, do Governo Federal. Em Sergipe, o 5º Feirão Caixa da Casa Própria, realizado no último dia 4, foi responsável por um acréscimo nas vendas, entretanto a procura não diminui.

Edmilson Bento, corretor, diz que o principal motor do programa são os imóveis ainda na planta. Na empresa em que trabalha, foram vendidas 210 unidades no último feirão, postas à venda por quatro construtoras. “O número não foi maior porque nem todas as etapas do condomínio foram disponibilizadas”, conta.

Edmilson explica ainda que os lançamentos na categoria voltada ao programa, de imóveis com preço de R$ 70 mil a R$ 90 mil, chegam a ter índices de 80% a 100% de vendas. “As parcelas giram em torno de R$ 400 a R$ 500, financiadas por um período de 20 a 25 anos”, diz.

 

Edimilson diz que programa impulsionou venda de imóveis

Até o fim do ano a expectativa, afirma o corretor, é de que o mercado responda à demanda existente. A procura pelo aluguel, segundo ele, na diminuiu.

Subsídio do governo também estimula vendas

Os bônus dados pelo Governo no programa são considerados grandes atrativos para as vendas, explica José dos Santos, também corretor.  “Temos imóveis de até R$ 75 mil para famílias com renda de até R$ 1.350. Para estes, o Governo oferece um bônus de até R$ 17 mil”, conta.

“No caso de um apartamento – que é o filão desse mercado, sendo vendido na planta – se o imóvel custa R$ 60 mil, a pessoa financia R$ 43 e o restante vem do subsídio”, explica.

Santos diz, ainda, que o ‘Minha Casa Minha Vida’ foi um grande estímulo para o mercado de habitação. “A procura por imóveis cresceu muito. Quando algum comercial da imobiliária vai ao ar, recebemos inúmeras ligações de pessoas interessadas”, acrescenta.

Para mais opções de compras e vendas de imóveis, além de veículos, informática, eletrônicos, empregos e demais serviços acesse o Classificados do Portal Infonet.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais