Petrobras comemora 55 anos

0

A Petrobras completa 55 anos nesta sexta, 3,  em um momento muito especial de sua existência. Além das sucessivas descobertas, na área conhecida como pré-sal, a Companhia tem uma carteira robusta de projetos em todas as suas áreas de atividades, com previsão de investimentos de US$ 112,4 bilhões nos próximos cinco anos. 

Este valor poderá ser elevado com a revisão do Planejamento Estratégico 2020, ainda não finalizado, e que vai incluir investimentos para a área do pré-sal, novas refinarias, plantas de biocombustíveis, petroquímica e fertilizantes e expansão da infra-estrutura de abastecimento de gás natural e derivados de petróleo.

Números

No ano que começou a operar (1954) eram apenas 2.700 barris de petróleo por dia, 170 mil barris de reservas e uma refinaria na Bahia. Hoje, são produzidos 2,4 milhões de barris de petróleo e gás diários (2,2 milhões no Brasil e 200 mil no exterior), 15 bilhões de barris de  reservas no Brasil e no exterior (sem contar as descobertas do pré-sal) e 15 refinarias (11 no Brasil e 4 no exterior).

Nestes 55 anos, o volume de petróleo descoberto pela Petrobras permitiu uma produção acumulada, no Brasil, de 10,2 bilhões de barris de petróleo e ainda deixar, para produção futura, reservas provadas dos campos nacionais de 12 bilhões de barris. De 1998 até agosto de 2008 foram pagos pela Petrobras à União, estados e municípios cerca de R$ 93 bilhões em royalties e participação especial pela produção.

Os resultados econômico-financeiros e operacionais demonstram que a Petrobras, mesmo no cenário competitivo dos últimos 10 anos, continuou sua tendência de crescimento. O lucro passou de US$ 1,533 bilhão, em 1997, quando foi flexibilizado o monopólio estatal do petróleo no Brasil, para US$ 21,512 bilhões em 2007, indicando um aumento de 1.330%. O índice de sucesso exploratório da companhia, no ano passado, foi de 59%, uma vez que, dos 109 poços exploratórios perfurados, 64 encontraram petróleo ou gás natural. Este índice é muitas vezes superior à média mundial.

Para os próximos cinco anos, além de manter a liderança no Brasil, a estratégia da Petrobras prevê a expansão internacional, tanto nos países onde já atua, como em novos mercados.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais