Veja dicas de como economizar na conta de luz

0
(Foto: Freepik)

Em dezembro, a conta de luz dos brasileiros ficou mais caro. No último dia 30 de novembro, a diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu, em reunião extraordinária que haverá cobrança única na conta de luz dos consumidores a partir do dia 01. Ficou estabelecida a bandeira vermelha patamar 2, com custo de R$ 6,24 para cada 100 quilowatts-hora consumidos.

Com o anúncio da bandeira vermelha patamar 2 é importante que os consumidores busquem evitar o desperdício de água e energia. Com isso, o Home Center Ferreira Costa resolveu dar dicas em como economizar.

Na hora de adquirir um novo chuveiro, todas as especificações do produto devem ser observadas. Por exemplo, se a residência dispõe uma tensão de 127 volts, chuveiro não pode exceder 5.700 watts. Caso a voltagem disponível seja 220 volts, o limite é 7.800 watts. Os disjuntores também devem corresponder às especificações de voltagens, 50 amperes para 127 volts e 40 amperes para 220, além da fiação de 10 milímetros em ambos os casos. “Utilizar um aparelho fora do padrão correspondente pode ocasionar o consumo elevado de energia, curtos e, até mesmo, queima de fiação.

Prefira descarga com acionamento duplo. A descarga com duplo acionamento é uma opção que inovou na questão da economia. Nela, o mecanismo é fracionado e divide a quantidade de litros de água que serão utilizados, gastando apenas o necessário.

O Home center indica investir nas lâmpadas certas. Esse é um verdadeiro investimento que vale a pena para economizar energia em casa: trocar as lâmpadas eletrônicas pelas de LED. Elas gastam até 80% menos de energia. Além disso, tendem a durar mais e não esquentam o ambiente.

Use fotocélulas no exterior e em varandas. As células fotoelétricas acendem apenas à noite, quando a sombra as alcança, por isso ajudam a economizar energia em casa. São perfeitas para varandas e exterior. No jardim, outra boa pedida são as luminárias solares, que armazenam a energia do sol durante o dia e acendem à noite sem gastar nada de energia elétrica artificial.

Acerte na escolha dos eletrodomésticos. Quando for trocar seus eletrodomésticos, opte sempre por aqueles que apresentarem maior eficiência energética. Confira sempre o selo fornecido pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). Nesse selo, é possível conferir a eficiência de diversos aparelhos em uma escala que vai de E — menos eficiente — até A — mais eficiente.
A tabela de eficiência energética do Inmetro apresenta também a média de consumo mensal de cada aparelho. Com ela, é possível ter uma previsão do impacto que algum eletrodoméstico causará em sua conta no final do mês.

Na dúvida, vá de branco. Usar cores claras nas paredes e no teto ajuda a refletir a luz natural que entra pelas janelas. Assim os ambientes permanecem mais claros por mais tempo, ajudando a gastar menos energia.

Além das dicas básicas que todos já estão cansados de saber e não custa relembrar: Desligar as luzes quando sair do cômodo, reduzir o tempo do banho quente e não deixar a geladeira aberta.

Com informações do Ferreira Costa

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais