Arquivo Público do Estado promove webinar sobre o Cangaço

0
O tema proposto tem a intenção de fomentar reflexões sobre os usos da memória de Lampião. (Foto: Silvio Oliveira)

A Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc), por meio do Arquivo Público do Estado Sergipe (APES), realizará na próxima terça-feira, 27, a Webinar “Memórias do Cangaço: entre narrativas e perspectivas”.  O tema proposto tem a intenção de fomentar reflexões sobre os usos da memória de Lampião, um dos personagens históricos mais famosos da cultura popular brasileira e lembrar a data 28 de julho, morte de Lampião, Maria Bonita e mais nove cangaceiros. A transmissão ocorrerá no horário das 17h às 19h, por meio do canal do YouTube Educação Sergipe, e todos os interessados podem participar.

Como instituição de custódia, preservação e gestão de documentos do Poder Executivo Estadual, o Arquivo Público do Estado de Sergipe apresenta a webinar com as participações do professor Antônio Fernando de Araújo Sá (UFS) e do professor Manoel Antônio dos Santos Neto (UNEB). A apresentação e o encerramento da webinar serão realizadas pela diretora do APES, Sayonara Rodrigues do Nascimento Santana, e a mediação ficará por conta do doutorando Vagner Silva Ramos Filho (Unicamp).

O Arquivo Público do Estado Sergipe pretende ampliar a consciência histórica e capacidade de análise sobre esse tema, com a objetivo de promover uma reflexão sobre o papel, os lugares e as diferentes vozes na produção de memórias sobre o cangaço.

De acordo com o Técnico em Assuntos Historiográficos, Eden Filipe Santos Vieira, o tema foi escolhido pela relevância na cultura popular brasileira, tanto no cenário local, regional e nacional. “Não menos importante, o território sergipano compreendeu parte do cangaço como fenômeno histórico, visto que Lampião e seu grupo circulou pelo estado e manteve relações importantes, inclusive, com autoridades políticas”, disse.

Eden Vieira explicou, ainda, que o historiador estadunidense Billy Jaynes Chandler, ao pesquisar sobre o Cangaço, coletou alguns documentos no Arquivo Público do Estado de Sergipe. Em seu livro, ´Lampião, o rei dos cangaceiros´, o autor aponta que Virgulino Ferreira possuía algum vínculo com a família de Eronides Ferreira de Carvalho, que foi Governador e Interventor de Sergipe. “Por coincidência histórica, Eronides é o personagem político que inaugurou o prédio que hoje abriga o Arquivo Público do Estado de Sergipe, no ano de 1936, à época construído para instalar a Biblioteca Pública do Estado. A partir desses pontos, concretiza-se uma proposta de estabelecer um diálogo entre o presente e o passado”, pontuou o técnico Eden Vieira.

Fonte: SEED

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais