Estudante de Glória conquista ouro na Olimpíada de Língua Portuguesa

0
O professor Jorge Henrique Vieira e o jovem Ryan Victor Santana (Foto: Ascom Seduc)

Com medalha de ouro no peito e o sentimento de dever cumprido, o jovem Ryan Victor Santana Silva, aluno do Centro de Excelência Manoel Messias Feitosa, unidade localizada em Nossa Senhora da Gloria, retornou da premiação nacional da sexta edição da Olimpíada de Língua Portuguesa, que aconteceu na segunda-feira, 9, em São Paulo.

Destaque na categoria “artigo de opinião”, o sergipano recebeu o prêmio acompanhado do seu orientador, o professor Jorge Henrique Vieira Santos. Durante a solenidade, 20 produções vencedoras foram agraciadas – quatro por categoria de inscrição – , os alunos autores e seus respectivos professores.

Aluno do 3º ano do ensino médio em tempo integral, Ryan Santana retorna de São Paulo trazendo na bagagem experiências de um momento que, segundo o estudante, foi único. Ele concorreu com mais de 65 artigos de alunos do Nordeste e passou para a etapa final com o artigo de opinião Desenvolver ou Preservar a Amazônia, redigido para a banca examinadora da olimpíada. “É muito gratificante ter esse reconhecimento e poder representar meu estado nesse evento tão grandioso e importante para nós estudantes de escola pública. Desde o começo, quando participei das oficinas, não pensava em chegar a este nível nacional. Para mim foi uma surpresa”, disse o jovem, ao desembarcar em Aracaju.

Ele ainda considera necessária a mobilização das comunidades escolares em torno das ações que evidenciam o potencial de escrita dos alunos. “Espero que esse prêmio estimule outros jovens, como fui estimulado. Que possamos ter mais representantes de Sergipe e que continuemos batendo recorde de inscritos porque esse é o momento de mostrarmos que somos capazes”, comemorou Ryan Victor. Em Sergipe foram inscritos 445 Escolas, 743 professores e 1.615 textos nas cinco categorias.

Quem também estava feliz com a conquista foi o professor Jorge Henrique Santos, orientador do aluno sergipano agraciado com medalha de ouro. “Essa conquista representa o coroamento de um trabalho que a gente já vem desenvolvendo lá no Manoel Messias. Das seis edições, o colégio participou de quatro – e garantiu duas medalhas de prata; uma de bronze e, agora, essa de ouro. Portanto, as oficinas da olimpíada já promovem uma mudança significativa na prática pedagógica da escola, e essa medalha acaba estimulando mais ainda os alunos a quererem viver a emoção desse evento fabuloso. A olimpíada transforma a vida da gente”, celebrou o discente, que também orientou Samuel dos Santos, medalha de prata na terceira edição do concurso, em 2012, no gênero Artigo de Opinião.

A competição estudantil acontece a cada dois anos, e os alunos escrevem um texto de acordo com a temática apresentada. Nesta sexta edição, o tema das produções foi “O lugar onde vivo”, que propicia aos estudantes estreitar vínculos com a comunidade e aprofundar o conhecimento sobre a realidade local, contribuindo para o desenvolvimento de sua cidadania. Os alunos candidatos trabalharam os gêneros: poema, crônica, artigo opinativo e memórias literárias. Além desses, houve uma novidade para esta edição: o gênero documentário. A olimpíada é uma iniciativa do Ministério da Educação e do Itaú Social, com coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), e integra as ações desenvolvidas pelo Programa Escrevendo o Futuro.

Homenagem

Em novembro, os estudantes finalistas foram homenageados pelo Governo de Sergipe, por meio da Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc). Nove alunos das escolas municipais e estaduais de Sergipe foram agraciados com uma medalha, certificado de reconhecimento e um kit contendo livros de diversos autores e gêneros.

Fonte: Seduc

Comentários