Prefeito de Canhoba atende professores e promete negociação

0
Manifestantes ocupam gabinete da prefeitura (foto: enviado ao Portal por professores)

Os professores da rede municipal de ensino de Canhoba continuam em greve e ocupando as instalações da prefeitura. Segundo o coordenador de formação e educação da subsede de base do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado de Sergipe (Sintese), Aerton Luiz Soares, a equipe foi recebida pelo prefeito Manoel Messias Guimarães na tarde da terça-feira, 11, que ficou de dar um retorno até esta quarta-feira, 12. Até o momento nada de novo foi acordado, segundo Aerton Luiz.

Na noite da terça, parte dos professores ocupou a sessão da Câmara Municipal de Vereadores, e os parlamentares que dão apoio ao prefeito disseram que iriam colaborar com as negociações, conforme informações do sindicalista.

As aulas do município deveriam ter sido iniciadas na segunda-feira, 10, mas os professores permanecem acampados em protesto à falta de reajuste do piso salarial do magistério, que está congelado desde o ano de 2017 no valor de R$ 2.298,00.  “Com o reajuste, os 54 professores municipais deveriam estar recebendo R$ 2.886,24, mas não recebemos reajuste há dois anos”, explica Aerton Soares, acrescentando que eles também reivindicam melhorias nas condições de trabalho e de material pedagógico para os alunos, que ainda não chegou.

Portal Infonet tentou ouvir o prefeito, mas não obteve êxito. O número dos telefones informados no site oficial da Prefeitura de Canhoba não funcionam. O Portal permanece à disposição. Informações podem ser enviadas por e-mail jornalismo@infonet.com.br ou por telefone (79) 2106 – 8000.

por Raquel Almeida

Comentários