Seminário discute recuperação hidroambiental 

0
Usina Hidrelétrica do Xingó no rio São Francisco (foto: Chesf)

Palestras sobre rio São Francisco, implantação e sinalização de trilhas, boas práticas de água, floresta e clima e experiências em restauração florestal no Baixo São Francisco estarão em debate durante o III Seminário de Recuperação Hidroambiental, que será realizado nos dias 24 e 25 de julho na Universidade Federal de Sergipe (UFS), no Campus São Cristóvão.

A programação contará com os minicursos sobre hidrometria, cadeia produtiva do umbu e restauração florestal, além do lançamento do livro Lugares, Potencialidades e Resistências: Terra e Povo no São Francisco.

O evento é realizado pelo projeto Opará: águas do São Francisco, patrocinado pela Petrobras através do Programa Petrobras Socioambiental  e Governo Federal, e executado pela Sociedade Socioambiental do Baixo São Francisco em parceria com a Universidade Federal de Sergipe.

O seminário contará com a participação de professores e pesquisadores da UFS do Campus São Cristóvão e Sertão, além de integrantes dos projetos socioambientais Renascendo, do Instituto Palmas no estado de Alagoas, e No Clima da Caatinga, realizado pela Associação Caatinga no Ceará. A programação ainda contará com a representação do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

O objetivo do seminário é promover a difusão e o diálogo das experiências e perspectivas voltadas à recuperação hidroambiental de áreas degradadas nas bacias hidrográficas do Estado de Sergipe, com enfoque no rio São Francisco. Além disso, pretende compartilhar por meio de palestras, oficinas e minicursos o conhecimento técnico e científico atuantes em trabalhos socioambientais.

A ação integra práticas de sustentabilidade promovidas pelo projeto Opará, que atua na recuperação de áreas degradadas da Caatinga com atividades de restauração florestal, educação ambiental, monitoramento hídrico e pesquisas na região semiárida nos estados de Sergipe e Alagoas, na bacia hidrográfica do rio São Francisco, Jacaré e riacho Mato da Onça.

As inscrições para o seminário podem ser feitas através do site .
Fonte:Ascom Opará

Comentários