Auditores do INSS se reúnem com Carivaldo e com dirigentes da FSF

0

Depois da reunião realizada com os dirigentes de clubes sergipanos, na sede do INSS em Aracaju, na terça-feira, (13), ontem foi o dia dos auditores fiscais do INSS, Sérgio Falcão, Coordenador do Programa Nacional de Fiscalização dos Clubes, Gerson Ribeiro, Gerente Executivo do INSS em Sergipe e Raimundo Júnior, de Belo Horizonte, membro do grupo executivo de fiscalização dos clubes se reunirem com os dirigentes da FSF. Além do presidente José Carivaldo Souza participaram da reunião, o Diretor Financeiro, Custódio Santana, Maria Isabel de Araújo Cruz, contadora e Romualdo Silva, Tesoureiro. Segundo Sérgio Falcão, a reunião teve como objetivo avaliar o trabalho realizado pela FSF, no recolhimento da taxa do INSS nos borderôs dos jogos oficiais e principalmente, como vem sendo efetuado o recolhimento desses valores. A reunião na FSF serviu também, para a apresentação de novos formulários e utilização de métodos, que venham facilitar o recolhimento. Mais uma vez o auditor Sérgio Falcão falou sobre a situação dos clubes brasileiros, especialmente os clubes sergipanos, cujo montante da dívida é de R$ 647.242,10, com metade desse valor, já inscrito na dívida ativa. “O principal objetivo desse trabalho é mostrar para os dirigentes de clubes sergipanos, o interesse do INSS em parcelar esse débito, para que os clubes não venham a ser futuramente prejudicados. O importante é que os clubes procurem o INSS para fazer o parcelamento, evitando assim penalidades mais graves”, lembrou Sérgio Falcão. Sérgio Falcão deixou bem claro, que o INSS vai correr atrás dos seus direitos e para isso formou um grupo de auditores, treinados para atuar especialmente, junto aos clubes e federações. O auditor disse que é um trabalho árduo, minucioso, mas está sendo realizado em todo o Brasil. “Em um primeiro momento auditamos 12 federações e todas elas apresentaram problemas. Nas demais, o trabalho está sendo realizado agora”, disse o auditor, revelando mais uma vez, que a Federação Sergipana de Futebol é uma das três do país, que não tem débito com a Previdência.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais