Brasil vence nos pênaltis e leva Sul-americano de futsal

0
Pra galera: Brasil derrotu Colômbia na decisão por penâltis (fotos: Igor Matheus/ Portal Infonet)

O Brasil faturou neste domingo, 21, seu sexto título sul-americano de futsal sub-20. Em partida realizada no ginásio Constâncio Vieira contra a Colômbia, a seleção canarinho cedeu empate ao adversário no fim do tempo normal em 1 a 1, aguentou a prorrogação e foi melhor na decisão dos pênaltis: 2 a 0. A terceira colocação ficou com a Argentina, que bateu a Venezuela na decisão do terceiro lugar.

O jogo
Não havia dúvidas de que o clima era mesmo de decisão. Na hora do hino nacional brasileiro, a torcida relembrou os melhores momentos da Copa do Mundo no Brasil e não quis saber de protocolo: pela primeira vez na competição, a turba continuou o hino mesmo depois do corte.

Mas quando a bola rolou, a empolgação deu lugar à preocupação. Mesmo mais ofensivo, o Brasil não conseguia acertar a bola no gol e ficava à mercê dos rápidos contra-ataques da Colômbia. Tanto que a melhor chance do primeiro tempo foi do camisa 5 colombiano William, que ficou livre para tocar no canto, mas desperdiçou.

Serginho marca o segundo gol nos penais: Brasil campeão

Só no segundo tempo as redes balançaram. Aos 13, Arthur aproveitou sobra na entrada da área e mandou o balaço. A bola resvalou na defesa, subiu e entrou no gol: Brasil 1 a 0 para delírio da torcida. A cada minuto que passava, o título parecia mais próximo. Mas um minuto é uma eternidade no futsal. E foi exatamente a 60 segundos do fim que a Colômbia fez jogada pela direita e William cabeceou para dentro do gol brasileiro: era o inacreditável empate – 1 a 1. E tome prorrogação.

Loteria
Mesmo com cinco minutos de cada lado, nenhuma das equipes conseguiu chegar ao gol. O Brasil teve chances claras que foram na trave,  e a Colômbia tentava contra-ataques, mas sem muita eficiência. E a partida teve de ir mesmo para a eterna loteria dos penais.

Na primeira cobrança, Pimpolho mandou na trave. Na vez da Colômbia, o craque Yulian também mandou no poste. Na sequência, Gabriel converteu e Willian, da Colômbia, parou no seu xará brasileiro, o goleiro Willian. Em seguida, Serginho ficou com a responsabilidade de fazer o gol decisivo – e converteu: Brasil campeão sul-americano.

Yulian tenta entortar Raul: destaque colombiano

Autor do gol do título nos penais, o camisa 14 Serginho não escondeu sua felicidade pelo título. “Todo mundo queria muito essa conquista. A gente teve uma semana intensa de treinos, com todo mundo se ajudando muito, seja no hotel, nos treinamentos, conversando. Ganhar um sul-americano no Brasil é uma felicidade imensa”.

Já o técnico colombiano Osmar Fonnegra destacou seu orgulho pela sua equipe. “Foi uma bela partida, típica de uma final. Estou muito orgulhoso de meu time e quero parabenizar o Brasil e a torcida. Estamos tristes porque queríamos ser campeões, mas isso é do jogo”.

Por Igor Matheus

Comentários