Empate em 3×3 com Arauá frustra torcida de Neópolis

0

A festa estava pronta. Estádio superlotado, trio elétrico de stand bye, muita cerveja e a perspectiva de um carnaval antecipado. A torcida de Neópolis havia se preparado a caráter, para festejar o sonhado título de campeã, do Torneio Intermunicipal, que o time persegue a três anos. E quase que os torcedores concretizam o seu desejo. Mas não contavam com a reação do selecionado de Arauá. O time de Neópolis esteve vencendo por 3 x 1 até metade do segundo tempo. Mas do outro lado tinha um veterano jogador chamado Bagaceira, que naufragou com os planos dos neopolitanos. O empate em 3×3 no segundo jogo, entre Neópolis e Arauá, leva a decisão para uma partida extra, que será realizada no próximo sábado, em campo neutro, possivelmente na capital. O presidente em exercício da FSF, professor Ary Resende Silva, deve marcar nesta terça-feira, o dia, horário e local do terceiro jogo, entre Arauá e Neopolis. Nessa partida, independente do resultado no tempo normal, o campeão da III Copa Alberto Menezes será conhecido. Registrando-se o empate ao final do tempo regulamentar da partida extra, a seleção campeã será conhecida através da cobrança de tiros livres diretos da marca do pênalti. O campeão do Torneio Intermunicipal de Futebol receberá o troféu Presidente José Carivaldo Souza, enquanto o vice-campeão receberá o troféu Jornalista Givaldo Batista. O JOGO Motivado com o apoio do torcedor, que compareceu em massa ao estádio, a seleção de Neópolis assumiu o domínio do jogo e aos 25 minutos fez 1×0, através de André. Bagaceira empatou aos 37 do primeiro tempo, demonstrando o equilíbrio entre as duas equipes. No segundo tempo, o time de Neopolis voltou resolvido a definir a partida e fez 2×1 aos 6 minutos, novamente com André e ampliou para 3×1 com Brasília, aos 22. Aí a seleção de Arauá resolveu acordar. Bagaceira chamou para si a responsabilidade da partida. Mesmo com um jogador a menos, o time partiu para a reação. A seleção de Neópolis não contava com as falhas do seu goleiro e a boa atuação de Genivaldo Bagaceira. Aos 26 minutos, Bagaceira cobrou falta e Kanu diminuiu para 2×3 e aos 42, novamente Kanu marcou o terceiro gol de Arauá, deixando a torcida de Neopolis mergulhada na frustração. Essa é a terceira vez que a seleção ribeirinha chega à final do Intermunicipal. Nas duas anteriores, não levou o título.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais