‘Casamento da Viúva’ é declarada patrimônio cultural de Sergipe

A iniciativa é da deputada estadual Kitty Lima (Foto: Ascom/Deputada Kitty Lima)

Diante da relevância de um dos eventos mais tradicionais do município de Maruim, o “Casamento da Viúva”, idealizado pelo atual secretário da Cultura e Turismo de Maruim, Sérgio Vieira, foi reconhecido como Patrimônio Cultural e Imaterial de Sergipe na última quarta-feira, 10, pela Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese). A iniciativa é da deputada estadual Kitty Lima (Cidadania).

De acordo com a deputada, o reconhecimento concedido ao “Casamento da Viúva” torna uma das festas mais conhecidas de Maruim uma vitrine para o entretenimento cultural local e expressa genuinamente a tradição de um povo maruinense. “Estou muito feliz com a justa valorização de um movimento histórico e cultural tão importante para a população de Maruim. Uma festa que ocorre há mais de 20 anos e que já se transformou tradição para o município e uma data esperada por todos os maruinenses, bem como pelos que conhecem e frequentam anualmente a festividade. Esse reconhecimento não beneficia apenas Maruim, ele fortalece a identidade do nosso povo e o sentimento de sergipanidade”, comemora Kitty.

Para o secretário e o ex-vereador De Maruim, Sérgio Vieira, o retorno do Casamento da Viúva após o período de pandemia pela Covid-19 será mais um gatilho para movimentar a economia local e resgatar as saudosas manifestações juninas dos maruinenses.  “Não realizamos o evento em alguns anos por falta apoio já que a festa ganhou grandes proporções,  mas com esse resgate acreditamos que o Casamento da Viúva ganhará não só um reconhecimento, mas um retorno para a alegria do povo de Maruim”, ressalta Sérgio Vieira.

Em suas edições durante o período junino, o Casamento da Viúva chegou a reunir centenas de foliões que aguardavam ansiosamente a encenação teatral cômica do casório da viúva com seu noivo. Grande atração do município, o evento contava ainda com o cortejo de carroças que percorria as ruas da cidade até com a praça da Matriz onde ocorria o enlace dos noivos. “A memória é o anjo-guardião das tradições populares e tornar esse momento um patrimônio do povo maruinense e de Sergipe é salvaguardar os afetos, expressões, lugares e elementos que imortalizem o Casamento da Viúva”, afirma Kitty.

Fonte: Ascom/Deputada Kitty Lima
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais