CMA: falta de documentos prejudica CPI do lixo

0
A reunião aconteceu nesta quinta-feira, 3 (Foto: Portal Infonet)

A falta de documentação a ser enviada à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que investiga os contratos da licitação do lixo da cidade, está prejudicando o andamento do processo. É o que garante um dos membros da CPI, o vereador Elber Batalha (PSB).

Durante a 5ª reunião da CPI realizada nesta quinta-feira, 3, na Câmara de Vereadores, membros da comissão discutiram a falta de documentos que não foram entregues por alguns órgãos ou que enviaram de forma incompleta.

Um deles foi a cópia em CD dos contratos da Torre entregues com defeito, segundo garante o vereador Elber Batalha. “Na verdade vários órgãos mandaram material faltando. O que nos causou estranheza são órgãos da prefeitura. A Emsurb mesmo, logo o CD da documentação da Torre não abre. Da mesma forma nos causou estranheza a informação da SEMA que disse que nenhum procedimento foi feito naquela época quando temos documentos que são parte de um procedimento licitatório, que é bem verdade não foi concluído por conta de uma intervenção do TCE, mas foi elaborado e seu esboço vai servir de comparativo do que foi feito posteriormente e pra que se mostre as divergências de uma licitação e outra”, informa.

Essa demora está prejudicando o andamento da CPI, segundo avalia Elber Batalha. Ainda segundo ele, as “A nossa reclamação foi nesse sentido porque essas faltas estão prejudicando os andamentos dos trabalhos. Mais de 40 dias de CPI e não estamos tendo andamento que queríamos ter. A Deotap informou que a defesa dos réus solicitou que as interceptações telefônicas ficassem em sigilo de justiça e vamos agora solicitar à justiça que como a CPI é um órgão investigativo e tem acesso a isso e claro com o compromisso de mantê-las em sigilo”.”.

Já o presidente da comissão, o vereador Vinicius Porto (DEM), saiu em defesa dos órgãos. “Realmente teve um arquivo que não foi possível abrir no sistema, mas Luiz Roberto [Emsurb] disse que vai resolver isso amanhã. Isso é questão do sistema da Emsurb que é diferente do sistema da Câmara. Eu não vi de órgão algum má vontade de entrega desses documentos. Pelo contrário, todos eles respeitaram o tempo e até a próxima semana será resolvido”, acredita.

Os membros da Comissão voltam a se reunir na próxima terça-feira, 8, na Câmara.

A Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Aracaju (Sema) havia informado ao Portal de que não tem participação com a CPI do lixo, em Aracaju.

Por Aisla Vasconcelos

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais