Deputado diz ter em mãos relatório do TCE sobre o Huse

0

Ana Lúcia: “Augusto deve apresentar relatório no plenário” (Fotos Portal Infonet)
A polêmica na Assembléia Legislativa na manhã desta terça-feira, 26, girou em torno da afirmação do deputado Augusto Bezerra (DEM) de que tem em mãos o relatório do Tribunal de Contas sobre irregularidades no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse). A deputada Ana Lúcia (PT) prometeu dar entrada em um requerimento na Comissão de Ética para que Augusto apresente cópias a todos os demais parlamentares.

As discussões foram iniciadas por conta de um pronunciamento do deputado Venâncio Fonseca (PP), lamentando que Ana Lúcia tenha criticado, em entrevista à imprensa, um requerimento dele e do deputado Augusto Bezerra solicitando a ida da secretária de Estado da Saúde Mônica Sampaio, dos presidentes da Somese, Petrônio Gomes, do Sindimed, José

Venâncio Fonseca: “O próprio governador reconheceu crise na saúde”
Menezes e do Sindicato dos Enfermeiros, Flávia Brasileiro, além da promotora Euza Missano, para falar sobre os problemas da saúde.

“Ana Lúcia disse ser contra o debate. Mas o próprio governador já admitiu que a situação da Saúde não é boa. A oposição não quer desgastar o governo, mas sim contribuir. A saúde em Sergipe está numa situação em que nem vagas na UTI tem. E aqui nós fazemos política com responsabilidade. Como é que o próprio governador reconhece e a bancada da situação quer impedir o debate?”, indaga Venâncio, lembrando que o próprio esposo de Ana Lúcia, o sindicalista José Menezes, mostra

Augusto Bezerra: “O relatório possui 800 fotos”
constantemente a crise na saúde.

O deputado Augusto Bezerra também se pronunciou sobre o assunto dizendo que “só não quer o debate quem acha que a saúde está cumprindo o seu papel”. Augusto também falou sobre a solicitação do relatório de inspeção no Huse, ao TCE, ressaltando que os deputados estão aguardando uma resposta e destacando que o relatório ‘vazou’ para a imprensa.

Palanque

Provocada pelos deputados da oposição, Ana Lúcia usou a tribuna para esclarecer que todos já sabem dos problemas que envolvem a saúde há muito tempo.

Deputados durante solicitação de relatório ao conselheiro Reinaldo Moura (Foto: Ascom TCE)
“O que eu disse na imprensa, reafirmo. O governador já assumiu o problema e disse que saúde vai ser prioridade. Então não se justifica um debate perto das eleições do segundo turno para transformar essa Casa em palanque.  José Menezes, meu companheiro é do PT, mas em momento nenhum deixou de fazer as críticas e é o papel dele, pois o movimento sindical não deve aderir nem aos patrões nem ao governo. Os problemas na saúde existem e ninguém vai fugir deles, mas não pode ser montado um palanque aqui nesta Casa”, enfatiza a deputada.

TCE

Sobre o relatório do TCE, a deputada Ana Lúcia afirmou: “o relatório do TCE não vem para essa casa deputado Augusto Bezerra, porque essa Casa nunca se impôs. Nem situação, nem oposição. Quando eu preciso de uma informação do Tribunal de Contas, é preciso que haja a aprovação de um requerimento. Se o documento vazou para a imprensa é porque no tribunal existem conselheiros contra o governo, indicados por outros governos. Quando o TCE publicizou que encaminhou cópia ao governador, deveria ter enviado aos deputados”, entende.

Aparte

Em aparte, o deputado Augusto Bezerra disse concordar com a deputada e foi além: “Eu já tenho o relatório com 800 fotos mostrando a situação do Huse”.

A informação de Bezerra foi o estopim. “Eu quero acreditar que ele tem mesmo, o que é mais grave ainda, entregar somente a um deputado. Se Augusto tem esse documento deve apresentar em plenário. Vou subir para  dar entrada em um requerimento e ele vai ter que responder na Comissão de Ética e distribuir para todos os parlamentares a cópia do relatório que ele garante ter. Acredito que ele tenha realmente esse documento, pois a inverdade não deve ser um comportamento dos parlamentares”, acredita a deputada Ana Lúcia.´

Os deputados Venâncio Fonseca e Augusto Bezerra lembraram à colega que o requerimento para o debate em torno dos problemas da saúde, é para que a Sessão Especial aconteça no dia 3 de novembro, descartando a crítica de que estariam fazendo palanque. “Se for para depois das eleições tudo bem. Antes é palanque”, completa Ana Lúcia.

Por Aldaci de Souza

Comentários