Fabiano Oliveira defende realização de live sem presença de público

0
Fabiano Oliveira se reuniu com a secretária de Estado da Saúde, Mércia Feitosa (Foto: Ascom Parlamentar)

Na tarde desta segunda-feira, 12, o vereador Fabiano Oliveira (PP) se manifestou a respeito da realização das lives artísticas. Para o parlamentar, essa tem sido a única alternativa da classe conseguir recursos financeiros nesse momento de pandemia.

“O setor está parado há 13 meses e não tem quem consiga sobreviver sem entrar dinheiro. A saída para alguns artistas durante essa pandemia tem sido a realização das lives artísticas. Sou a favor desse tipo de entretenimento se houver o cumprimento de todas as medidas sanitárias e de saúde e não tiver a participação de público. O entretenimento pede socorro”, ressaltou Fabiano.

O vereador conversou com o cantor Dedé Brasil e se solidarizou a respeito do ocorrido no final de semana, quando sua live foi interrompida pela polícia militar na cidade de Itabaiana. “Sou solidário porque entendo o desespero e a necessidade de fazer entrar dinheiro. É um pai de família que está sem trabalhar desde março do ano passado, mas expliquei também pra ele que precisamos buscar o entendimento dos órgãos públicos para que situações como essa não ocorram mais. A PM estava cumprindo o seu papel”, pontuou.

Fabiano Oliveira acredita que tudo se resolve através do diálogo e é positivo para a liberação das lives sem público. “Em conversa com o superintendente de comunicação do Estado, Givaldo Ricardo, eu expliquei a situação dos artistas e pedi que pudessem reavaliar a autorização para esse tipo de entretenimento. O diálogo foi positivo e agora vamos aguardar a reunião da próxima quinta-feira, 15, do Comitê Técnico-Científico e de Atividades Especiais (Ctcae) do Governo de Sergipe para que os projetos com lives artísticas sejam analisados”, finalizou.

O parlamentar também se reuniu com a secretária de Estado da Saúde, Mércia Feitosa para dialogar sobre a importância do cumprimento dos protocolos sanitários. “Sou a favor de que o artista ou banda que tenha interesse em realizar uma live primeiro procure a Secretaria de Saúde para que eles autorizem. Não podemos e não iremos apoiar apresentações clandestinas ou que contenham aglomerações”, finalizou Fabiano.

Fonte: Assessoria Parlamentar

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais