Governo do Estado cria comissão para analisar cargos em duplicidade

0
Momento em que o presidente do TCE entrega o relatório ao secretário George Trindade (Foto: Arquivo Portal Infonet)

A Secretaria de Estado da Administração criou uma comissão especial para analisar a duplicidade de cargos detectados pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) a partir da auditoria realizada na folha de pagamento dos servidores públicos. Na auditoria, realizada por solicitação do governador Belivaldo Chagas (PSD), o TCE identificou 470 situações em que servidores acumulam mais de três cargos na administração pública estadual.

O secretário George Trindade, de Administração, explicou que a auditoria foi solicitada porque o TCE tem condições de fazer o cruzamento de dados da administração estadual com as prefeituras municipais. E, neste cruzamento de dados, o acúmulo de cargos de servidores da administração estadual com prefeituras foi identificado. Mas, conforme frisou o secretário, ainda não é possível assegurar que há ilicitudes nos dados revelados pelo TCE. O secretário explica que é justamente para identificar a real situação destes servidores apontados na auditoria do TCE, que a comissão da Secretaria de Estado da Administração se debruçará para analisar cada caso, individualmente.

A análise será feita em ordem alfabética, de acordo com o nome do servidor, e cada um deles será intimado a comparecer à Secretaria de Administração para prestar os esclarecimentos necessários. A partir de então, conforme assegura o secretário, a comissão passa a instaurar processo administrativo para apurar efetivamente se há ilicitudes que poderiam ter provocado prejuízos ao erário. “Nossa ideia não é causar dano ou constrangimento ao servidor”, destaca o secretário. O intuito, conforme ressaltou, é tornar a administração bem mais transparente.

por Cassia Santana

 

Comentários